Fronteiras aéreas: mantém-se o número de companhias multadas

E o “folhetim” das multas continua. Tanto passageiros como companhias aéreas continuam a prevaricar. Pelos vistos, será urgente criar penalidades mais fortes em prol da saúde de todos.

No mais recente comunicado divulgado pelo Ministério da Administração Interna (MAI), entre 01 de Dezembro de 2021 e 23 de Janeiro de 2022, mais de 2.500 passageiros foram multados por tentarem entrar em Portugal pelas fronteiras aéreas sem teste negativo. No mesmo período, foram multadas 41 companhias aéreas por embarcarem esses passageiros sem teste negativo ao SARS-CoV-2.

Refira-se, face aos números actualizados pelo MAI, naquele mesmo período foram fiscalizados 1.823.533 passageiros e 16.966 voos, de que resultaram em 2.546 contraordenações.

Dos 2.546 autos de contraordenação, 1.677 foram levantados pela PSP, que controla os passageiros provenientes de voos com origem no espaço Schengen (espaço europeu de livre circulação de pessoas), e 869 pelo SEF, que fiscaliza os viajantes oriundos de países fora do espaço Schengen.

O controlo nas fronteiras áreas vai prolongar-se até 09 de Fevereiro.