Início B2 Europeus voltam a viajar para a Alemanha

Europeus voltam a viajar para a Alemanha

Em Junho, após terem sido levantadas algumas restrições às viagens em muitos países europeus devido à pandemia do coronavírus, a Alemanha registou 1,08 milhões de dormidas procedentes apenas dos países mais próximos, 760 mil mais do que no mês anterior.

No que respeita à totalidade do turismo receptivo, a Oficina Federal de Estatística registou, em Junho, uma descida de 79,6% em comparação com o ano precedente, após perdas de 93,1 e 91,0 por cento, respectivamente, durante os meses de confinamento de Abril e Maio.

Segundo os resultados do Anholt-Ipsos Nation Brands Index (NBI), em 2020 a Alemanha encabeça a lista dos 20 países onde os turistas internacionais se sentem mais à vontade. Além disso, os 20.000 inquiridos atribuem à Alemanha a posição de liderança no que toca à gestão da crise no sistema sanitário.

– Os primeiros resultados do NBI confirmam a excelente imagem que a Alemanha foi adquirindo como destino turístico entre os viajantes internacionais desde há bastante tempo, incluindo em épocas de crise. Neste sentido, temos trabalhado intensamente com os parceiros do sector turístico alemão para manter vivo o interesse pelo nosso produto nos mercados internacionais. Isso dá-nos motivos para um prudente optimismo na hora de unir forças para sair, a médio prazo, da grave crise que o turismo mundial está a viver, afirma Petra Hedorfer, presidente do conselho de administração da Oficina Nacional Alemã de Turismo (ONAT), referindo-se à recente evolução da situação.

O balanço do turismo receptivo alemão correspondente ao primeiro semestre de 2020 também está claramente marcado pela pandemia: a Oficina Federal de Estatística registou, até finais de Junho, 15,7 milhões de dormidas de estrangeiros em estabelecimentos hoteleiros com um mínimo de dez camas, o que significa um retrocesso de 60,6% em comparação com o mesmo período do ano anterior.

No entanto, a análise dos dados de reservas de voos realizada pela Forward Keys mostra uma reactivação da vontade de viajar desde a abertura de fronteiras. Em meados de Junho, as chegadas de voos procedentes dos 13 mercados emissores europeus mais importantes para a Alemanha representavam cerca de 25% do volume do ano anterior, mas a partir de meados de Julho já se tinham alcançado valores acima de 30%.

De forma a apoiar as cidades em tempos de coronavírus, a ONAT promove actualmente os espaços verdes urbanos, a gastronomia ao ar livre ao estilo dos “jardins de cerveja”, os parques palacianos e jardins, além de visitas aos arredores das metrópoles.



Mais notícias em OPÇÃO TURISMO Siga-nos no FaceBook , Instabram ou no Twitter