Início Notas Emirates vai eliminar até 9.000 postos de trabalho

Emirates vai eliminar até 9.000 postos de trabalho

A companhia aérea Emirates, dos Emirados Árabes Unidos (EAU), pela voz do seu presidente, anunciou que está a pensar eliminar até 9.000 postos de trabalho devido à diminuição da procura gerada pela pandemia da covid-19.

Tim Clark revelou já ter cortado um décimo do pessoal da companhia aérea, ou seja, 6.000, de um total de 54.000 trabalhadores, aos quais se aplicarão cortes.

Até ao momento, a Emirates era a única companhia aérea a manter a sua equipa completa, enquanto as outras operadoras do Golfo Pérsico anunciavam planos de ajustamento.

A Etihad, com sede em Abu Dhabi, e a Qatar Airways, com sede em Doha, começaram a despedir depois de os países mais afectados pela pandemia fecharem o seu espaço aéreo, à medida que o novo coronavírus se propagava.

A Emirates, propriedade de um fundo soberano do Dubai, não estando tão mal como as outras companhias aéreas, estava a caminho de conseguir fazer um dos seus melhores anos antes da pandemia.



Mais notícias em OPÇÃO TURISMO Siga-nos no FaceBook , Instabram ou no Twitter