Emirates teve prejuízo pela primeira vez em 2020


A companhia aérea Emirates, com sede no Dubai, divulgou ter tido uma perda líquida de 4,53 mil milhões de euros no ano passado, justificando o prejuízo com o facto de as receitas terem caído mais de 66% não só devido à pandemia como também devido à suspensão dos voos de passageiros no seu aeroporto central em março de 2020 e às contínuas restrições de viagem.

Em 2020, a companhia aérea tinha registado uma redução nos lucros de 237 milhões de euros.

O Grupo Emirates, que também opera a Dnata Travel e serviços prestados em terra nos aeroportos, reportou um prejuízo total de 4,9 mil milhões de euros. Esta é a primeira vez que o grupo não regista lucros em mais de três décadas.

Acrescente-se ainda que a companhia aérea, propriedade do Governo do Dubai, já beneficiou de uma linha ajuda de emergência de 1,6 mil milhões de euros para evitar uma crise de liquidez no ano passado.


error: Content is protected !!