COMPARTILHE

Hoje é quinta-feira, 18 de abril, centésimo oitavo dia do ano.
Dia Internacional dos Monumentos e Sítios, Dia Europeu dos Direitos dos Doentes e Dia Nacional de Sensibilização para o fenómeno do Stalking.
Dia de Recordar as Coisas Perdidas.
Faltam 257 dias para o final de 2019.

Principais acontecimentos registados neste dia

Nesta data, em 1605, há 400 anos, nascia Giacomo Carissimi, compositor italiano, mestre da música coral sacra, autor de inúmeras missas, cantatas, motetos e oratórias. A sua marca prevaleceu nos discípulos entre os quais se contam autores tão determinantes como Alessandro Scarlatti, Johann Kaspar Kerll, Johann Krieger e Marc-Antoine Charpentier.

Em 1792, o poeta português Tomás António Gonzaga era condenado a degredo em Moçambique, sob acusação de tentativa de revolta, ao integrar o levantamento Inconfidência Mineira. Em 1835, era fundado o jornal Açoriano Oriental, fundado em Ponta Delgada, nos Açores. Em 1906, um sismo assolava S. Francisco, Califórnia.

Em 1918 Sidónio Pais modificava a lei eleitoral, sem consultar o Congresso, e era eleito Presidente da República por sufrágio directo dos cidadãos eleitores, obtendo 470 831 votos.

Em 1925, era dominada a tentativa de derrube do Governo português de António Maria Silva. Em 1948, nascia a Republica do Eire, Irlanda. Em 1955, morria o físico e matemático Albert Einstein. Em 1980, a Rodésia reafirmava a independência sob o nome de Zimbabué.
Em 1965, o Uganda era o primeiro país não comunista a denunciar o envolvimento dos EUA na guerra do Vietname. Em 1983, um camião carregado de explosivos era lançado contra a embaixada dos EUA em Beirute. Em 1993, na Alemanha, começava a ser administrada, a cerca de duas dezenas de doentes, a vacina experimental contra a SIDA, desenvolvida pela Universidade de Hannover.

Em 1998, o partido Unionista do Ulster, a principal força partidária da Irlanda do Norte, apoiava o acordo de paz para a região. Em 1999, em Díli, Timor-Leste, era divulgada a lista de 300 nomes “a abater” pelas milícias pró-integracionistas.

Em 2001, fracassava uma tentativa de golpe de Estado no Burundi. Em 2002, morria o escritor português, antigo jornalista e diplomata Álvaro Guerra. Tinha 65 anos. Em 2004, o Governo espanhol de José Luís Zapatero ordenava a retirada das tropas do Iraque. E a Cinemateca holandesa apresentava um filme mudo de Rudolfo Valentino, redescoberto ao fim de 75 anos.

Em 2005, começava o Conclave para a eleição do sucessor de João Paulo II. No mesmo dia, morria, aos 92 anos, Donald William Trevor Bruce, político trabalhista inglês, promotor do Serviço Nacional de Saúde no Reino Unido.

Em 2006, o preço do petróleo atingia novos máximos históricos: 72,20 dólares o barril, em Londres, e 70,88 dólares, em Nova Iorque. A coligação MDFM-PCD era proclamada vencedora das eleições legislativas em São Tomé e Príncipe. E o presidente norte-americano George W. Bush admitia todas as opções, incluindo a militar, para impedir o Irão de produzir armas nucleares.

Em 2007, Pina Moura deixava o lugar de deputado e os cargos no PS para assumir a direcção da Media Capital e da Iberdrola Portugal. O Senado espanhol aprovava o novo Estatuto de Autonomia da região de Aragão. O escritor moçambicano Mia Couto era distinguido com o Prémio União Latina de Literaturas Românicas 2007.

Em 2008, Danny Federici, teclista do grupo E Street Band, morria em Nova Iorque, em consequência de um cancro da pele de que sofria há três anos.

Em 2013, morria, com 70 anos, Storm Thorgerson, designer gráfico britânico responsável pela imagem de álbuns de nomes como Pink Floyd, Led Zeppelin, Peter Gabriel e Muse.

Em 2014, o Coliseu do Porto passava a ser conhecido como Coliseu Porto e o público passava a poder circular livremente entre espaços que nunca visitou, nomeadamente o Salão Ático, o Salão Jardim e a Sala Principal do Coliseu.

Em 2015, morria, aos 91 anos, Rogério Hyndman Lobo, também conhecido por Sir Roger Lobo, empresário nascido em Macau, elemento activo da vida pública de Hong Kong, tendo sido membro do Urban Council (câmara municipal), do Conselho Executivo e do Conselho Legislativo de Hong Kong.

Em 2017, morria, aos 89 anos, em Londres, Nona Liddell, violinista britânica e fundadora da London Sinfonietta e do English String Quartet. Morria, aos 86 anos, em Devon, no Reino Unido, Gordon Langford, compositor britânico e autor de “Colour Suite” e de bandas sonoras da BBC.