COMPARTILHE

Hoje é sexta-feira, 12 de abril, centésimo segundo dia do ano, Dia do Cosmonauta e Dia Internacional para as Crianças de Rua. Faltam 263 dias para o final de 2019.

Principais acontecimentos registados neste dia

Nesta data, em 1606, a Union Jack tornava-se a bandeira nacional da Grã-Bretanha. Em 1654, a Irlanda e a Escócia eram unidas à Inglaterra. Em 1774, D. José criava o Bispado de Aveiro. Em 1850, forças francesas restauravam a autoridade de Pio IX.
Em 1954 Bill Halley & The Comets gravavam “Rock around the Clock”, que abriu a porta ao Rock and Roll. Em 1957 físicos nucleares da Alemanha Federal recusavam-se a cooperar na produção ou experimentação de armas atómicas. Em 1984, a Espanha e a RFA apresentavam um protesto aos EUA pela minagem dos portos da Nicarágua.
Em 1986, navios de guerra norte-americanos concentravam-se no Mediterrâneo, a 400 quilómetros de Trípoli. Em 1988 morria, aos 85 anos, o escritor sul-africano Alan Paton. Em 1989, falecia o antigo pugilista norte-americano Sugar Ray Robinson, ex-campeão do mundo de médios. Tinha 67 anos.
Em 1990, a República da Namíbia entrava na Organização de Unidade Africana. Em 1995, os escritores chineses Ai Qing e Chen Yongyi, tradutores de “Os Lusíadas”, eram condecorados pelo presidente da República Mário Soares. Em 1997, João Paulo II iniciava uma visita de dois dias a Sarajevo, apelando à paz e à concórdia na Bósnia. Em 2001, o Governo de Pequim libertava os 24 tripulantes do avião espião norte-americano que se vira forçado a aterrar na ilha de Hanan, depois de uma colisão com um caça chinês.

Em 2003, mais de três milhões de húngaros, 83,76 por cento dos votos expressos, diziam “sim” à adesão à União Europeia. Nos EUA, o Congresso aprovava o reforço orçamental de urgência de 80 mil milhões de dólares, para financiamento da guerra no Iraque.
Em 2004, começava o processo de despedimento coletivo na Bombardier, antiga Sorefame, na Amadora. A empresa assegurava que 200 trabalhadores tinham aceitado rescindir os seus contratos.

Em 2005, o grão-mestre da Maçonaria Portuguesa, António Arnaut, anunciava a entrega da lista de 3.600 agentes e informadores da PIDE à Torre do Tombo.

Em 2007, o Parlamento aprovava, por unanimidade, o projeto comum de combate à violência doméstica. Era aprovada, na generalidade, a proposta de Lei do Estatuto do Aluno, com o objetivo de reforçar a autoridade dos docentes e das direções das escolas do ensino básico e secundário. A deputada do PCP Odete Santos intervinha pela última vez no plenário da Assembleia da República. Eram extintos os Estabelecimentos Prisionais de Brancanes (Setúbal), Felgueiras, Monção e São Pedro do Sul. O ator Rui de Carvalho recebia o Prémio Voz 2007. O artista plástico André Guedes, vencia a nona edição do Prémio União Latina, com a instalação “Amanhã Hoje”. A obra “A Importância da Luz”, de Isidoro Augusto, vencia a 12.ª edição do Prémio Poesia e Ficção de Almada 2006. Morria, com 81 anos, João Osório de Castro, escritor e dramaturgo, fundador da Casa da Comédia.

Em 2008, o português João Neto conquistava a medalha de ouro de -81 kg dos Campeonatos Europeus de Judo, em Lisboa, ao derrotar na final o holandês Guillaume Elmont com ponto de ouro, por castigo do adversário. Morria, com 63 anos, o ex-presidente do Tribunal Constitucional, Artur Maurício, vítima de doença prolongada.

Em 2009, morria Mario Rivero, poeta, crítico de arte e editor colombiano, reconhecido como o precursor da poesia urbana no país. Tinha 74 anos.

Em 2014, Tiago Romão sagrava-se campeão da Europa de duplo minitrampolim júnior, no decorrer dos Campeonatos Europeus de trampolins, em Guimarães.

Em 2016, morria Francisco Nicholson, ator, dramaturgo e argumentista português. Tinha 77 anos.

Em 2017, Cristiano Ronaldo tornava-se o primeiro futebolista a atingir os 100 golos nas taças europeias de futebol, ao ‘bisar’ na visita ao Bayern Munique, nos quartos de final da Liga dos Campeões

Em 2018, morria, aos 85 anos, Sergio Pitol Demeneghi, escritor mexicano que ganhou o Prémio Cervantes de Literatura 2005.