COMPARTILHE

Hoje é quarta-feira, 10 de abril, centésimo dia do ano.
Faltam 265 dias para o final de 2019.
Os nascidos nesta data pertencem ao signo Carneiro.

Principais acontecimentos registados neste dia

Nesta data, em 1821, as Cortes Constitucionais portuguesas decretavam a abolição dos privilégios da nobreza. Em 1864, o arquiduque Maximiliano de Habsburgo tornava-se Imperador do México. Em 1919, o revolucionário mexicano Emiliano Zapata era assassinado. Em 1929, era fundada, em Lisboa, a Associação dos Inválidos do Comércio.
Em 1938, a Rádio Renascença, cujas emissões tiveram início em 01 de janeiro de 1937, passava a membro da Acção Católica Portuguesa. Em 1945, tropas norte-americanas libertavam o campo de concentração nazi de Buchenwald, na Alemanha. Em 1947, registava-se uma tentativa de golpe militar contra a ditadura do Estado Novo, com a sabotagem de vários aviões na Base Aérea de Sintra.

Em 1970, acabavam os Beatles, sendo ainda editado o disco “Let it Be”. Em 1983, Issam Sartawi, representante da OLP no congresso da Internacional Socialista em Montechoro, Algarve, era assassinado por um membro do grupo extremista palestiniano Abu Nidal. Em 1985, agravava-se o estado de saúde de Tancredo Neves, presidente eleito do Brasil.
Em 1987, o democrata cristão italiano Luigi Scalfaro era nomeado primeiro-ministro. Em 1991, 140 pessoas morriam no choque de um ferryboat com um petroleiro, ao largo de Livorno, Itália. Em 1994, a NATO lançava o primeiro ataque contra alvos terrestres na Bósnia-Herzegovina, para suster a ofensiva sérvia em Gorazde.

Em 1996, o professor José Mattoso assumia a direCção do Instituto dos Arquivos Nacionais/Torre do Tombo. Em 1997, ocorria o primeiro acidente nas obras de construção da Ponte Vasco da Gama. Em 1998, os partidos políticos da Irlanda do Norte e os governos da Irlanda e do Reino Unido chegavam a acordo sobre o processo de paz para o Ulster.

Em 2001, Holanda era o primeiro país do mundo a legalizar a eutanásia. Em 2002, começava o julgamento do chamado caso Moderna, que envolvia 13 arguidos. Na mesma data, morria, com 82 anos, José Andrade, fundador dos Parodiantes de Lisboa. Em 2003, o Código do Trabalho era aprovado na Assembleia da República, depois da discussão na especialidade. No mesmo dia, a Air France e a British Airways anunciavam o último voo comercial do Concorde para 31 de outubro.

Em 2004, o Queen Mary II, o maior e mais luxuoso paquete do mundo fazia escala em Lisboa durante dez horas. E o maior prémio de sempre do Totoloto, 7,3 milhões de euros, era distribuído por três apostadores.

Em 2005, Luís Marques Mendes era eleito presidente do PSD, no XVII Congresso Nacional do Partido. E morria, aos 82 anos, Rorbert Brainin, violinista de origem austríaca, cofundador e primeiro violino do histórico Quarteto Amadeus.

Em 2006, tomava posse o director nacional da Polícia Judiciária Alípio Ribeiro. E o Governo e os parceiros sociais chegavam a acordo sobre as alterações ao subsídio de desemprego, com excepção da CIP, nas rescisões por mútuo acordo.

No mesmo dia, o presidente francês Jacques Chirac anunciava a substituição do Contrato do Primeiro Emprego, na origem de vaga de protestos no país, por outro mecanismo de inserção profissional. E, em Itália, a coligação de centro-esquerda União, liderada por Romano Prodi, vencia as eleições para a Câmara dos Deputados e para o Senado, por escassa margem.

Em 2007, o arquitecto José Brusky recebia o Prémio do Melhor Empreendimento do Ano 2007, pela remodelação da Praça do Campo Pequeno, em Lisboa, na cerimónia dos Óscares do Imobiliário Português.

Em 2009, morria, com 74 anos, Aventino Teixeira, militar que participou no 25 de Abril. Considerado próximo do MRPP, o militar aderiu ao documento do Grupo dos Nove, de Melo Antunes, e era conhecido na altura como o “mais civil dos militares”.

Em 2010, morria, com 60 anos, Lech Kaczynski, presidente da Polónia, num desastre de avião.

Em 2011, morria, aos 86 anos, Sidney Lumet, realizador de “Um Dia de Cão” e “O Veredito”. Morria o compositor mexicano Daniel Catán, que recentemente tinha estreado a ópera “Il Postino” com Plácido Domingo”. Tinha 62 anos.

Em 2012, morria, aos 97 anos, Raymond Aubrac, importante figura da Resistência francesa durante a ocupação nazi, na Segunda Guerra Mundial. Morria, aos 77 anos, Maria Pia Casilio, atriz italiana.

Em 2013, morria, com 87 anos, Robert Edwards, britânico pioneiro da fecundação ‘in vitro’ e premiado com o Nobel.

Em 2014, o piloto português Paulo Gonçalves (Honda) ganhava o rali Abu Dhabi Desert Challenge, depois de vencer a quinta e última etapa da prova inaugural do Mundial de todo-o-terreno. Morria Sue Townsend, escritora conhecida como a autora da série de livros de grande sucesso Adrian Mole. Tinha 68 anos.

Em 2017, morria, aos 62 anos, em Oxford, David Angel, violinista britânico e membro e cofundador do Maggini Quartet.

Em 2018, morria, aos 92 anos, Sauro Tomà, ex-futebolista italiano e último sobrevivente da equipa do designado “grande Torino”.