COMPARTILHE

“COISAS” DO DIA DE HOJE

Hoje é segunda-feira, 07 de janeiro, sétimo dia do ano.
Faltam 358 dias para o final de 2019.

O QUE ACONTECEU NESTE DIA EM …

Nesta data, em 1325, morria D. Dinis. Em 1355, Inês de Castro era assassinada. Em 1450, era fundada a Universidade de Glasgow. Em 1610, Galileu Galilei descobria os quatro principais satélites de Júpiter, Io, Europa, Ganimedes e Calisto.
Em 1927, era inaugurado o serviço radiotelefónico entre Nova Iorque e Londres. Em 1953, o presidente norte-americano Harry Truman anunciava a posse da bomba de hidrogénio pelos EUA. Em 1960, começava a construção da barragem do Assuão, no Egipto.
Em 1980, a URSS vetava na ONU a proposta de resolução visando a retirada das tropas estrangeiras do Afeganistão, e em 1985 morria José Maria Pedroto, 56 anos, antigo jogador e treinador de futebol do Futebol Clube do Porto.

Em 1986, um rapaz norte-americano de 15 anos, que sabia ir morrer, decidiu doar o seu coração à namorada de 14 anos, portadora de uma deficiência cardíaca. Em 1987, morria o actor inglês Trevor Howard, 71 anos.

Em 1990, morria o pintor Thomaz de Mello, Tom, 83 anos. Em 1998, era inaugurada a RTP África. Em 2001, o republicano George W. Bush era declarado vencedor das eleições presidenciais nos EUA, pelo Senado. Na mesma data, João Paulo II fechava a Porta Santa da Basílica de São Pedro, assinalando o fim do Jubileu.

Em 2001 Palatsi, guarda-redes francês, marcava o seu terceiro golo no campeonato nacional, um feito que nem Rogério Ceni ou Chilavert se podiam orgulhar de igualar.
Em 2002, o costureiro francês Yves Saint Laurent, 65 anos, anunciava a saída da alta-costura, após 40 anos de carreira. Em 2003, na República Democrática do Congo, eram condenadas à morte 30 pessoas por envolvimento no assassínio do ex-presidente Laurent Kabila.

Em 2004, entrava em vigor o Sistema de Triagem de Manchester na maioria das unidades hospitalares portuguesas. Em 2005, a violoncelista Teresa Valente Pereira e o maestro e compositor Álvaro Salazar recebiam os prémios Revelação Ribeiro da Fonte e Almada, do Instituto das Artes, respectivamente. Em 2006, Henrique Monteiro substituía António José Saraiva como director do Expresso.

Em 2007, o novo arcebispo de Varsóvia, monsenhor Stalislaw Wielgus, acusado de colaborar com a antiga polícia secreta polaca, renunciava ao cargo, pouco antes da cerimónia de entronização. Uma equipa de cientistas norte-americanos revelava, em artigo publicado na revista Nature, a descoberta de uma nova fonte de células estaminais no líquido amniótico que rodeia os embriões em desenvolvimento.

Em 2008, era apresentado o novo grupo editorial do empresário Miguel Paes do Amaral – chama-se Leya e é constituído por oito editoras. Morria o ex-agente da CIA Phillip Agee, que rompeu com os Estados Unidos e denunciou as suas actividades, aos 72 anos, em Cuba, onde vivia.

Em 2009, morria Anália de Vitória Pereira, líder do Partido Liberal Democrático e única mulher à frente de uma força partidária, em Angola, 67 anos.

Em 2014, morria Run Run Shaw, magnata e uma das figuras da indústria cinematográfica da Ásia, aos 106 anos, em Hong Kong.

Em 2015, morria Rod Taylor, actor australiano famoso pelo seu papel no filme de Alfred Hitchcock “Os Pássaros”, aos 84 anos, em consequência de um ataque cardíaco, em Los Angeles.

Em 2016, André Courrèges, estilista francês símbolo de uma revolução de estilo nos anos 60, morria aos 92 anos, após três décadas de luta contra a doença de Parkinson. Morria Mufti Mohammad Sayeed, o chefe do governo da região indiana de Caxemira, aos 79 anos.

Em 2017, morria, aos 92 anos, Mário Soares, o antigo primeiro-ministro e Presidente da República.

Em 2018, morria, aos 76 anos, Ray Thomas, músico e cantor e um dos membros fundadores do grupo Moody Blues.