Início Breves Efemérides do dia – 29 novembro

Efemérides do dia – 29 novembro

COMPARTILHE

Principais acontecimentos registados no dia 29 novembro
Hoje é sexta-feira, dia 29 de novembro de 2019. Este é o tricentésimo trigésimo terceiro dia do ano.
Faltam 32 dias para o termo de 2019.
Dia Internacional de Solidariedade com o Povo Palestiniano
Os nascidos neste dia pertencem ao signo Sagitário.

1807 – Invasões. As forças francesas entram em Lisboa. A regência é substituída pelo poder da Junta do chamado El-Rei Junot.

1874 – Nasce, em Avanca, António Caetano de Abreu Freire Egas Moniz, médico, neurologista, cientista, professor, político, escritor, ensaísta e industrial. Criador da psicocirurgia e Prémio Nobel da Medicina e Fisiologia em 1949, pela descoberta da leucotomia pré-frontal (lobotomia).

1899 – O suíço Joan Gamper e mais 11 homens fundam o FC Barcelona, durante uma reunião no ginásio Sole.

1924 – Morre, com 65 anos, o compositor italiano Giacomo Puccini, autor de “La Boheme”, “Tosca” e “Madame Butterfly”.

1926 – O general Óscar Carmona assume a Presidência, no âmbito da Ditadura Nacional saída do Golpe de 28 de maio.

1929 – Richard E. Byrd, tenente da marinha norte-americana, efetua o primeiro voo sobre o Pólo Norte.

1945 – Joseph Tito proclama a constituição da República Socialista da Jugoslávia.

1947 – A ONU aprova o plano de divisão da Palestina em dois territórios, um judaico e outro palestiniano, dando origem ao Estado de Israel, no ano seguinte.

1962 – A França e o Reino Unido estabelecem o acordo para a construção do avião supersónico Concorde.

1968 – A ONU condena de novo a política colonial portuguesa que considera “uma ameaça grave à paz e à segurança internacionais”.

1973 – A Cimeira Árabe aprova a resolução para o embargo de petróleo a Portugal. Em causa, a guerra em África.

1981 – Morre, com 43 anos, a atriz norte-americana Nathalie Wood.

1985 – Entra em vigor o acordo entre Londres e Dublin, que concede à República irlandesa um papel consultivo formal no governo da província britânica da Irlanda do Norte.

1986 – Morre, aos 82 anos, o ator norte-americano Cary Grant.

1987 – A Swapo inaugura em Luanda a sua agência noticiosa, The Namibian Press Agency (Nampa).

1989 – Revolução de Veludo na Checoslováquia. Vasil Mohorita, dirigente do Partido Comunista, promete eleições livres, no prazo de um ano.

1990 – O Conselho de Segurança da ONU aprova a resolução 678 que autoriza o recurso à força para obrigar o Iraque a retirar do Kuwait, até 15 de janeiro.

2000 – Votação final do Orçamento de Estado para 2001. O documento é aprovado com a abstenção do deputado independente, ex-CDS/PP, Daniel Campelo.

2001 – Morre, com 58 anos, o músico britânico George Harrison, cofundador dos Beatles.

2002 – A justiça indonésia absolve o antigo comandante militar de Díli Endar Priyanto dos crimes cometidos em Timor-Leste.

2003 – Sete agentes dos serviços de informações de Espanha são mortos numa emboscada ao Sul de Bagdad, no Iraque.

2004 – A justiça venezuelana acusa formalmente o copiloto português da Air Luxor e as três passageiras do voo de tráfico de droga.

– O Grande Prémio EDP de Artes Plásticas é atribuído ao poeta, escritor e artista plástico Mário Cesariny.

2005 – Morre, com 77 anos, Manuel de Brito, o mais antigo galerista português, fundador da Galeria 111, em Lisboa, importante colecionador e dinamizador da arte portuguesa contemporânea.

2006 – Toma posse o presidente do novo governo da Catalunha, José Montilla.

– O presidente da Bolívia, Evo Morales, promulga a nova lei da reforma agrária que prevê a extinção das grandes propriedades e a redistribuição das terras aos pobres.

– O Papa Bento XVI celebra a primeira missa num país muçulmano, no segundo dia da sua visita à Turquia.

– Morre, com 37 anos, Pedro Cabral Adão, cônsul de Portugal em Goa.

– Morre, aos 47 anos, José Matias Poeta, historiador e cinéfilo, um dos principais animadores do antigo Festival de Cinema da Figueira da Foz.
.
2007 – Os ministros dos Transportes e das Telecomunicações da União Europeia aprovam o projeto de sistema de navegação por satélite Galileo, com o voto contra da Espanha.

2008 – O escritor português António Lobo Antunes recebe, na cidade mexicana de Guadalajara, o Prémio Literatura em Línguas Romances 2008, no primeiro dia da XXII Feira Internacional do Livro, que tem Itália como país convidado.

– Morre o arquiteto dinamarquês Jorn Utzon, distinguido com o Prémio Pritzker pela criação da Sydney Opera House, segundo o júri, um dos mais icónicos edifícios do século XX. Tinha 90 anos.

2009 – Suíça referenda minaretes. Vitória folgada da proibição de construção de minaretes nas mesquitas do país, levada à votação popular por iniciativa da direita nacionalista. A ministra suíça das Relações Exteriores, Micheline Calmy-Rey, manifestou-se “chocada” com o resultado.

2011 – O médico pessoal de Michael Jackson, Conrad Murray, é condenado a quatro anos de prisão por homicídio involuntário do cantor, a 25 de junho de 2009.

2012 – A Assembleia Geral da ONU aprova uma resolução para a elevação do estatuto da Palestina a Estado observador não-membro. A resolução é aprovada com 138 votos a favor, nove votos contra e 41 abstenções.

– Morre, com 78 anos, Duarte Pimentel, artista plástico açoriano.

2014 – Confrontos entre manifestantes pró-democracia e polícia, em Hong Kong, resultam em dez feridos e 28 detidos, após quatro noites de tensão no bairro de Mong Kok.

2016 – O Orçamento do Estado para 2017 é aprovado em votação final global com os votos favoráveis do PS, BE, PCP, PEV e PAN e os votos contra do PSD e do CDS-PP.

– Cinco pessoas sobrevivem ao desastre de avião, perto do aeroporto internacional de Medellín, e 76 morrem. O aparelho fazia um voo ‘charter’ com 81 pessoas a bordo, incluindo a equipa de futebol brasileira Chapecoense Real, que ia disputar a final da Taça Sul-Americana com uma equipa colombiana.

2017 – Morre, aos 79 anos, Belmiro de Azevedo, empresário, durante décadas líder da Sonae.

2018 – A proposta de Orçamento do Estado para 2019 é aprovada na Assembleia da República, em votação final global, com os votos do PS, BE, PCP, PEV e PAN.

– A música reggae jamaicana é inscrita na lista do Património Cultural Imaterial da Humanidade pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO).

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here