Início Breves Efemérides do dia – 27 fevereiro

Efemérides do dia – 27 fevereiro

COMPARTILHE

Principais acontecimentos registados no dia 27 fevereiro
Hoje é quinta-feira, dia 27 fevereiro de 2020.
Este é quinquagésimo oitavo dia do ano.
Faltam 308 dias para o final do ano.
Os nascidos nesta data pertencem ao signo Peixes.

1500 – Nasce o humanista João de Castro, autor das “Décadas”, vice-rei da Índia.

1510 – Afonso de Albuquerque conquista Goa.

1641 – É abolido o imposto das “meias-anatas”, a que eram obrigados os detentores de licenças para a celebração de atos públicos, um dos mais odiados impostos do domínio espanhol.

1754 – Morre, com 83 anos, Tomás de Almeida, primeiro cardeal de Lisboa com o nome de D. Tomás I.

1801 – Espanha declara guerra a Portugal, no âmbito da aliança com a França de Napoleão Bonaparte.

1842 – Reforço do carácter autoritário da Carta Constitucional. O Senado português deixa de ser eleito, passando a ser constituído por nomeação régia.

1893 – O Governo regenerador de Hintze Ribeiro amnistia os dirigentes republicanos João Chagas, Alves da Veiga e Sampaio Bruno.

1900 – É constituído o Partido Trabalhista britânico. Ramsay MacDonald é o primeiro secretário-geral.

– É fundado, na Alemanha, o Bayern de Munique.

1902 – Nasce o escritor norte-americano John Steinbeck, autor de “As Vinhas da Ira”, Nobel da Literatura em 1962.

1907 – Começa, em Coimbra, a discussão da tese em Direito de José Eugénio Dias Ferreira, que dedicara o trabalho a Teófilo Braga e à República. A reprovação dá origem à greve académica “Revolta do Grelo”.

1917 – Em Petrogrado, deputados da Duma (parlamento) formam um comité provisório. Numa sala contígua, dirigentes socialistas criam um Comité provisório do soviete (assembleia popular). Início da dualidade de poderes, mas os dois órgãos estabelecem um compromisso. Governo provisório é dominado pelos liberais (12 março no calendário atual).

1933 – Incêndio do Parlamento alemão, Reichstag, por ordem de Adolf Hitler. A ação permite-lhe incriminar os comunistas e suspender a Constituição do país.

– Nasce o poeta português Ruy Belo.

1939 – O Reino Unido e a França reconhecem a ditadura do general Francisco Franco, em Espanha.

1948 – O governo indiano de Nehru requer oficialmente a Portugal a abertura de negociações sobre o futuro de Goa, Damão e Diu, que pretende integrados na União recém independente. Salazar responde que a devolução não é discutível.

1950 – A Índia apresenta a Oliveira Salazar a primeira proposta de negociação para a reintegração dos territórios de Goa, Damão e Diu. É recusada.

1853 – A economia alemã, que atingiu o fundo após a II Guerra Mundial, dá um passo decisivo na sua recuperação ao ser perdoada por 70 países em quase dois terços da dívida externa.

1961 – Exilado no Brasil, o general Humberto Delgado contesta, em público, a política colonial de Oliveira Salazar.

1975 – É aprovada a construção do Complexo Petroquímico de Sines.

1976 – A Frente Polisário proclama a República Árabe Saaraui Democrática.

1983 – Mota Pinto, Eurico de Melo e Nascimento Rodrigues assumem a direção colegial do PSD no X Congresso. Francisco Pinto Balsemão é afastado da liderança.

1987 – É publicado o estatuto dos Objetores de Consciência.

1990 – O Parlamento da Checoslováquia aprova a realização de eleições livres, as primeiras em 40 anos.

1991 – Guerra do Golfo. Tropas do Kuwait recuperam a capital do país. O Governo do Iraque aceita, por fim, todas as resoluções da ONU.

1992 – Morre, com 50 anos, o editor português Fernando Ribeiro de Mello, fundador das Edições Afrodite.

1995 – O Banco de Inglaterra intervém no Barings, o sexto maior banco de investimento. A instituição encontra-se à beira da falência pelos movimentos especulativos de um corretor no mercado de futuros de Singapura.

1998 – Termina o restauro de seis anos da fragata D. Fernando II e Glória, no arsenal do Alfeite.

1997 – Legalização do divórcio na Irlanda.

– A revista Science publica o primeiro artigo sobre o processo de clonagem da ovelha Dolly.

2000 – Termina o XXIII Congresso do PSD, com a reeleição de José Manuel Durão Barroso.

2001 – A destruição das estátuas dos Budas, no Afeganistão, é defendida pelo líder talibã Muhammad Omar.

2003 – Os Quinze atingem o acordo sobre “o primeiro instrumento de imigração legal”, projeto de diretiva sobre o direito de reunificação familiar de imigrantes.

– A proposta do arquiteto Daniel Libeskind vence o concurso para a reconstrução do World Trade Center, em Nova Iorque.

2004 – O Presidente da República, Jorge Sampaio, envia para Tribunal Constitucional o regime do contrato individual de trabalho na Administração Pública.

– A Líbia começa a destruir cerca de 3.300 bombas preparadas para receberem ogivas químicas. A operação estará concluída a 05 de março.

– A explosão de uma bomba, seguida de um incêndio num navio junto à ilha filipina de El Fraile causa a morte a 137 pessoas. O grupo fundamentalista islâmico assume a autoria do ataque.

2005 – Entra em vigor o tratado mundial antitabagismo da Organização Mundial de Saúde.

– Rússia e Irão assinam o acordo de fornecimento de combustível nuclear.

– É criada a Fundação Museu Nacional Ferroviário Armando Ginestal Machado pelo Decreto-lei n.º 38/2005 de 17 de fevereiro.

– Morre, com 68 anos, Vítor Wengorovius, advogado, fundador do Movimento de Esquerda Socialista, resistente antifascista.

2006 – Morre, com 92 anos, Paul Nothomb, escritor belga.

2007 – A API e a Companhia Nacional Gás da Rússia assinam um protocolo para instalar uma fábrica de produção de etileno em Sines.

– A União Europeia inaugura em Berlim o Conselho Europeu para a Investigação, uma instituição com funcionamento autónomo, integrada por 22 investigadores, vocacionada para enfrentar os desafios da globalização.

– Atentado suicida reivindicado pelos talibãs contra uma base norte-americana no Afeganistão faz pelo menos 20 mortos, quando se encontrava nas instalações o vice-presidente dos Estados Unidos Dick Cheney.

2008 – O Reino Unido é abalado pelo sismo mais forte dos últimos 25 anos, com uma magnitude de 5,3 graus na escala aberta de Richter.

– Trinta e quatro ordens e associações de advogados de todo o mundo, incluindo a Ordem dos Advogados Portugueses, exigem ao Presidente norte-americano, George Bush, o encerramento da prisão de Guantánamo

– Mais de cinco mil pessoas manifestam-se pacificamente em Skopje para se oporem a qualquer mudança do nome oficial da Macedónia, que é objeto de uma disputa político-semântica com Atenas

2009 – A Federação Nacional dos Professores entrega a primeira de três providências cautelares para a suspensão do processo de avaliação de desempenho dos docentes.

2011 – O primeiro-ministro tunisino, Mohamed Ghannouchi, anuncia a sua demissão, após vários dias de protestos e violência na capital da Tunísia.

2012 – O navio de cruzeiro “Costa Allegra”, da companhia Costa Crociere, fica à deriva ao largo das ilhas Seychelles depois de um incêndio declarado a bordo que foi pouco depois extinto.

– Decorre a 84.ª edição dos Óscares, em Los Angeles, Califórnia. “O Artista” vence o prémio para melhor filme, melhor ator (Jean Dujardin) e melhor realização (Michel Hazanavicius). Meryl Streep consegue o óscar de melhor atriz pelo filme “A Dama de Ferro”.

2013 – O parlamento da Eslovénia aprova uma moção de censura contra o governo conservador, de Janez Jansa, acusado de práticas corruptas, e encarrega Alenka Bratusek, da formação de centro-esquerda Eslovénia Positiva (PS), de formar um novo governo.

– Morre, com 95 anos, Stéphane Hessel, intelectual francês autor do ‘best-seller’ “Indignai-vos”.

2014 – O parlamento da Crimeia, península do sul da Ucrânia, aprova a realização de um referendo sobre maior autonomia, a 25 de maio.

2015 – A segunda ronda de negociações entre Cuba e Os Estados Unidos decorre em Washington. As duas partes anunciam “progressos”, mas sem avançar informações concretas.

– É assassinado, em Moscovo, Boris Nemtsov, político russo e opositor de Vladimir Putin.

– Morre Leonard Nimoy, ator norte-americano que ficou conhecido pela personagem Dr. Spock, na série “Star Trek”. Tinha 83 anos.

– Morre, aos 80 anos, Fernando Alvim, músico que durante 25 anos acompanhou à viola o guitarrista Carlos Paredes.

– Morre, aos 86 anos, Earl Lloyd, primeiro negro a disputar um jogo da principal liga norte-americana de basquetebol e a conquistar um título de campeão da NBA.

2016 – Morre, em Luanda, aos 86 anos, Lúcio Lara, fundador do Movimento Popular de Libertação de Angola.

– Morre, aos 78 anos, Tony Burton, ator do papel Duke nos seis filmes da série “Rocky”.

2017 – “Moonlight” vence o Óscar de melhor filme, numa cerimónia em que “La La Land” conquistou seis estatuetas, incluindo melhor realizador e melhor atriz.

2018 – Morre, aos 68 anos, Enrique Castro ‘Quini’, antigo futebolista do Sporting de Gijón e FC Barcelona.

2019 – O Governo aprova um reforço de 282 milhões de euros para reduzir as dívidas dos hospitais do SNS.

– Um tribunal de Melbourne ordena a detenção do cardeal australiano George Pell, condenado pelo abuso sexual de dois rapazes.

– Morre, aos 81 anos, António Mendes, ex-futebolista no Benfica e do Vitória de Guimarães.