COMPARTILHE

Hoje é terça-feira, dia 23 de abril de 2019. Este é o centésimo décimo terceiro dia do ano. Faltam 252 dias para o termo de 2019.

Principais acontecimentos registados no dia 23 de abril, Dia Mundial do Livro e dos Direitos de Autor, Dia Mundial do Escotismo, Dia Nacional da Educação de Surdos e Dia das Jovens Mulheres nas Tecnologias de Informação e Comunicação (TIC):

1564 — Data atribuída ao nascimento de William Shakespeare.

1616 — Morte de Miguel de Cervantes, autor de “D. Quixote”, em Madrid.

1850 – Morre o poeta William Wordsworth, precursor do romantismo inglês.

1891 – Nasce o compositor russo Sergei Prokofiev, em São Petersburgo.

1904 – Os EUA adquirem a companhia francesa do canal do Panamá.

1909 – Um sismo na localidade portuguesa de Benavente, Ribatejo, causa a morte de cerca de 30 pessoas.

1936 – É criada a Colónia Penal do Tarrafal, em Cabo Verde, com o Decreto-Lei 25539. Os primeiros presos políticos chegariam a 29 de outubro.

1940 – Morre, em Lisboa, o poeta simbolista Alberto de Oliveira.

1945 — II Guerra Mundial. As tropas aliadas alcançam o rio Pó, em Itália. As tropas dos EUA e da URSS encontram-se em Tyorgau, na Alemanha. O Exército Vermelho entra em Berlim Oriental.

1957 — Morre o filólogo e poeta inglês Roy Campbell, especialista em Língua e Literatura portuguesas.

1967 – É lançada a nave espacial soviética Soyuz-I.

1981 – A ASDI, Acção Social-democrata Independente de Sousa Franco, nascida de cisão no PPD-PSD, apresenta o primeiro projeto de revisão constitucional.

1982 — Jorge Nuno Pinto da Costa inicia a presidência do FC Porto.

1984 — É promulgada a Lei de despenalização do aborto.

– Morre Fernando de Mello Moser, 56 anos, investigador, catedrático da Faculdade de Letras de Lisboa, Grande Oficial da Ordem da Instrução Pública e da Ordem do Império Britânico.

1986 – Morre o cineasta Otto Preminger, 80 anos.

1990 – O presidente da República Mário Soares veta a Lei da Alta Autoridade para a Comunicação Social.

1992 – O Governo português tenta promover a transferência para o início da semana dos feriados, para evitar as “pontes”.

– O escritor português José Cardoso Pires recebe o Astrolábio de Ouro, Prémio Internazionale Último, de Itália, pelo conjunto da obra.

1993 – A jornalista Diana Andringa ganha o Prémio Fundação Luso-americana para o Desenvolvimento, com a reportagem televisiva “O Cônsul Injustiçado”, sobre o diplomata Aristides Sousa Mendes.

1994 — Morre Richard Nixon, presidente dos EUA entre 1969 e 1974.

1999 — Guerra do Kosovo. A Comissão Europeia decreta o embargo petrolífero à Jugoslávia.

2000 – Rebeldes islamitas do grupo de Abu Sayaf sequestram 21 pessoas na ilha filipina de Jolo.

2001 – Um comando pro-tchecheno assalta um hotel em Istambul, Turquia, e mantém sequestrados, durante mais de 12 horas, 120 pessoas.

2003 – A Comissão Europeia rejeita as propostas de reforma institucional apresentadas pelo presidente da Convenção, Valery Giscard D’Estaing.

– Toma posse o novo presidente do Tribunal Constitucional, Luís Nunes de Almeida.

2004 – A Assembleia da República conclui a VI Revisão Constitucional.

– O presidente da Liga Portuguesa de Futebol Profissional e presidente da Câmara de Gondomar, Valentim Loureiro, é indiciado de 23 crimes, no âmbito do caso Apito Dourado.

2005 – Começa o XX Congresso do CDS-PP. Paulo Portas abandona a liderança do partido.

– O escritor espanhol Rafael Sãnchez Ferlosio, autor de “Andanças e Façanhas de Alfanhui”, recebe o Prémio Cervantes.

– Morre John Mills, 93 anos, ator britânico, Óscar pelo desempenho em “A Filha de Ryan”.

2006 – Os atletas Bruno Pais e Vanessa Fernandes conquistam as medalhas de prata e ouro, respetivamente, na etapa portuguesa da Taça da Europa de triatlo, no Estoril.

2007 – O escritor espanhol António Gamoneda recebe o Prémio Cervantes 2007, principal galardão literário espanhol.

– O poeta e jornalista inglês James Fenton é distinguido com a Medalha de Ouro da Rainha para Poesia 2007.

– Morre Boris Ieltsin, primeiro presidente da Rússia pós-soviética em 1991, o primeiro eleito democraticamente, depois da dissolução da URSS.

– Morre David e Halberstam, 73 anos, jornalista e escritor norte-americano, antigo correspondente de guerra do New York Times, autor de “The Best and The Brightest”, sobre a guerra do Vietname, Prémio Pulitzer.

– Morre João Paulo Agrela, 65 anos, membro do grupo musical Conjunto Académico João Paulo.

2008 – O presidente do Benfica, Luís Filipe Vieira, foi punido com 15 dias de suspensão e uma multa de 750 euros, na sequência de declarações na inauguração da casa do Benfica de Alcochete

– O antigo secretário de Estado da Reforma Administrativa e da Administração Escolar, Carlos Robalo morre em Tomar, com 76 anos, vítima de doença prolongada

2009 – Gripe A (H1N1). É declarada uma epidemia de gripe no México.

– O Governo aprova a proposta de lei que alarga de nove para 12 anos a escolaridade obrigatória e a universalidade da educação pré-escolar para as crianças a partir dos cinco anos.

2010 — O primeiro-ministro grego, George Papandreou, oficializa o pedido de ajuda aos países da Zona Euro e ao Fundo Monetário Internacional. Ao todo a Grécia poderá receber até 45 mil milhões de euros: 30 mil milhões dos países da Zona Euro e 15 mil milhões do Fundo Monetário Internacional.

2012 — O tribunal especial da Islândia iliba o ex-primeiro-ministro Geir Haarde de três das quatro acusações relacionadas com o colapso da banca islandesa em 2008. Haarde é apenas considerado culpado de não se ter reunido com os ministros do seu governo quando a situação se tornou crítica.

– Morre, aos 93 anos, LeRoy Walker, primeiro treinador negro da seleção olímpica norte-americana de atletismo e primeiro presidente negro do Comité Olímpico norte-americano.

2013 — O Parlamento francês aprova o casamento civil e a adoção por casais homossexuais, o que torna a França no 14.º país do mundo a reconhecer o casamento entre pessoas do mesmo sexo.

2014 – Forças ucranianas “libertam” a cidade de Sviatoguirsk, tomada por separatistas pró-russos há vários dias.

– Alvaro García de Zúñiga, escritor, músico e encenador uruguaio que vivia em Portugal desde os anos 1990, morre aos 56 anos.

– Morre João Lopes Porto, fundador do CDS, ministro da Habitação e Obras Públicas do governo da Aliança Democrática e antigo diretor-geral da Metro do Porto. Tinha 70 anos.

2015 – O Conselho de Administração da Metro do Porto assina com o consórcio espanhol TMB — Transports Metropolitans de Barcelona/Moventis o contrato que regula a subconcessão da operação e manutenção da rede por 10 anos.

– O Conselho de Ministros aprova a nova lei do álcool, proibindo o consumo de bebidas alcoólicas a todos os menores de 18 anos, independentemente do tipo de bebida.

– Morre José Girão Pereira, antigo eurodeputado do CDS e primeiro presidente da Câmara de Aveiro eleito após o 25 de Abril, aos 77 anos.

2016 – Soube-se que terrorista Estado Islâmico, pretendiam executar ataques com armas químicas e biológicas no Reino Unido e em outros países europeus. Os planos passavam  também por ataques a praias em Itália, França, Espanha.

2017 – Jéssica Augusto venceu, a maratona de Hamburgo, na Alemanha, garantindo os mínimos para os Mundiais de 2017, que se disputariam em Londres.