Início Breves Efemérides do dia – 22 novembro

Efemérides do dia – 22 novembro

COMPARTILHE

Principais acontecimentos registados no dia 21 novembro.
Hoje é sexta-feira, dia 22 de novembro de 2019. Este é o Este é o tricentésimo vigésimo sexto dia do ano.
Dia Mundial das Empresas Júnior (JEWD – Junior Enterprise World Day):
Faltam 39 dias para o termo de 2019.
Os nascidos neste dia pertencem ao signo Escorpião.

1836 – É assinado o diploma de criação dos Liceus, no âmbito da Reforma do Ensino de Passos Manuel, no liberalismo, que prevê o incremento da instrução pública.

1886 – Abre ao público a Barbearia Campos, no Largo do Chiado, em Lisboa.

1890 – Nasce Charles De Gaulle, militar e estadista francês, herói da Resistência e presidente da França.

1906 – O sinal de socorro SOS é adotado no Congresso Internacional de Rádio e Telegrafia de Berlim.

1913 – Nasce Benjamin Britten, o mais importante compositor britânico do século XX, autor de “War Requiem” e das óperas “Peter Grimes”, “Billy Budd”, “Morte em Veneza”.

1928 – Estreia de “Bolero”, de Maurice Ravel, em Paris.

1931 – Fundação do Rádio Clube Português a partir da associação detentora do Rádio Clube da Costa do Sol, nascido da CT1 DY e da Rádio Parede.

– É inaugurado o Monumento aos Mortos da Primeira Guerra Mundial, em Lisboa.

1943 – II Guerra Mundial. O primeiro-ministro britânico, Winston Churchill, o presidente norte-americano, Franklin Roosevelt, e o líder chinês Chiang Kai-Shek definem as condições para a derrota do Japão.

1951 – Irmãos Metralha são publicados pela primeira vez. A estreia ocorre na história “Terror of the Beagles Boys”, da revista Walt Disney’s Comics And Stories (134).

1963 – O presidente norte-americano John F. Kennedy é morto em Dallas, Texas. Tinha 46 anos.

1968 – É editado o primeiro LP duplo da história da música popular, o chamado “álbum branco” dos Beatles.

1961 – Sobem as taxas do sistema tributário português, em resposta às despesas da guerra colonial.

1964 – Suspensão do Diário de Moçambique, por ter noticiado o número de baixas resultante da guerra no país.

1967 – O Conselho de Segurança da ONU aprova a Resolução 242 que determina o abandono, por Israel, dos territórios ocupados, apelando igualmente ao reconhecimento do Estado pelos adversários de Telavive.

1970 – Reunião de emergência do Conselho de Segurança da ONU na qual foi aprovada a resolução que exige “a retirada imediata de todas as forças armadas portuguesas” do território da Guiné Conacri.

1971 – É criado o Serviço Nacional de Ambulâncias, na dependência do Ministério do Interior.

1972 – O Conselho de Segurança da ONU aprova, por unanimidade, nova resolução que exige a Portugal o início de conversações para o fim das guerras em África.

1974 – A Assembleia Geral da ONU concede o estatuto de observador à Organização de Libertação da Palestina.

1975 – Juan Carlos de Bourbon é proclamado rei de Espanha.

1976 – Angola é admitida nas Nações Unidas.

1977 – Mário Soares e Adolfo Suarez assinam o Tratado de Amizade e Cooperação Portugal-Espanha, substituindo o Pacto Ibérico dos dois antigos ditadores, Oliveira Salazar e Francisco Franco.

– O avião supersónico franco-britânico Concorde faz o primeiro voo Paris-Nova Iorque.

1978 – Toma posse o IV Governo Constitucional, o primeiro de iniciativa presidencial, liderado por Mota Pinto.

– O Diário da República publica o Estatuto do Conselho da Europa, último ato no processo de adesão de Portugal, membro desde 24 de novembro de 1976.

– Morre, aos 54 anos, o empresário teatral Vasco Morgado.

1980 – Morre, aos 87 anos, a atriz norte-americana Mae West.

1981 – O dissidente soviético Andrei Sakharov inicia uma greve de fome.

1983 – O Parlamento alemão federal aprova a instalação de mísseis da NATO em território da RFA.

1984 – O Governo português aprova o registo dos contribuintes sujeitos ao IVA, primeiro passo para a reforma do sistema fiscal português.

1985 – Dois agentes secretos franceses são condenados, na Nova Zelândia, a dez anos de prisão pelo afundamento do navio Rainbow Warrior, da Greenpeace.

1988 – A África do Sul aprova o acordo de princípio para a independência da Namíbia.

– É criada a Linha SOS Criança, do Instituto de Apoio à Criança. É a segunda linha deste género a ser criada na Europa, seguindo o exemplo Francês.

1989 – O presidente libanês Rene Mouawad, 64 anos, é assassinado em Beirute, 17 dias após a posse.

1990 – A primeira-ministra britânica Margaret Thatcher demite-se da liderança do Partido Conservador e da chefia do Governo, depois de 17 anos no poder.

1991 – A Holanda, antiga potência colonial da Indonésia, suspende os auxílios ao país, após o massacre de Santa Cruz, em Díli.

1999 – O primeiro-ministro António Guterres apresenta o emprego como prioridade absoluta da presidência portuguesa da União Europeia, que começa a 01 de janeiro.

2000 – Morre, aos 52 anos, o jornalista moçambicano Carlos Cardoso, assassinado em Maputo.

2002 – A Assembleia Geral da NATO aprova o alargamento a sete países do Leste europeu, em 2004.

2003 – Confirmadas as suspeitas de fraude nas eleições da Geórgia, a oposição ocupa o Parlamento e a população cerca o Ministério do Interior. A Guarda Nacional alia-se à oposição.

2004 – Comissão Europeia presidida por José Manuel Durão Barroso inicia funções.

– Primeiras manifestações na Ucrânia, pela repetição das eleições presidenciais.

2005 – Angela Merkel assume o cargo de chanceler da Alemanha.

2006 – O escritor Armando Baptista Bastos é galardoado com o Prémio do Clube Literário do Porto, pelo conjunto da sua obra.

– Morre, com 79 anos, Filipe de Sousa, maestro, compositor e pianista.

2007 – Uma explosão devido a uma fuga de gás provocada pelo rebentamento de uma conduta junto a um prédio em Setúbal origina 48 desalojados e 40 feridos, três em estado grave. A estrutura de betão dos 10.º, 11.º e 12.º andares desapareceu com a explosão e cerca de meia centena de veículos ficaram danificados.

– A Comunidade Britânica (Commonwealth) suspende o Paquistão da organização até que a democracia volte a vigorar naquele país.

– Centenas de militares reúnem-se no Rossio, em Lisboa, para um encontro de protesto contra medidas do Governo com os cortes na assistência à doença, mas a esmagadora maioria deixou a farda em casa.

– Morre, com 80 anos, o coreógrafo francês Maurice Béjart. Foi um dos nomes cimeiros da dança contemporânea, tendo apostado ao longo da sua carreira na aproximação desta arte ao “grande público”.

2008 – A Proteção Civil testa pela primeira vez o Sistema Integrado das Redes de Emergência e Segurança de Portugal (SIRESP) no simulacro de sismo que está a decorrer nos distritos de Lisboa, Setúbal e Santarém.

2011 – A proposta de lei das Grandes Opções do Plano é aprovada na especialidade pela maioria, com a oposição a sublinhar as divergências entre o documento e o Orçamento do Estado para 2012.

– Morre, com 80 anos, Paul Motian, baterista de jazz norte-americano que tocou com os pianistas Bill Evans e Keith Jarrett, coautor de “For a free Portugal”.

2012 – A República de Chipre, país membro da zona euro e muito afetado pelos efeitos da crise da dívida na Grécia, chega a acordo sobre uma ajuda financeira com a ‘troika’ de credores internacionais.

2013 – O diretor Nacional da PSP, superintendente Paulo Valente Gomes, coloca o seu lugar à disposição, na sequência dos acontecimentos do dia anterior em frente à Assembleia da República, tendo o seu pedido sido aceite pelo ministro da Administração Interna.

– PSD e o CDS-PP aprovam novamente os cortes entre 2,5% e 12% nos salários dos trabalhadores das administrações públicas e das empresas do Estado a partir dos 675 euros, que a oposição obrigou a nova votação em plenário.

– Morre, com 87 anos, o cineasta francês Georges Lautner.

2014 – Procuradoria-geral da República revela a identidade dos outros três detidos, além de José Sócrates: o empresário Carlos Santos Silva, o advogado Gonçalo Trindade Ferreira e o motorista de José Sócrates, João Perna.

– António Costa é eleito secretário-geral do PS.

2015 – Entra em vigor o diploma que cria a chamada “lista de pedófilos” – sistema de registo de identificação criminal de condenados pela prática de crimes contra a autodeterminação sexual e a liberdade sexual de menor (Lei n.º 103/2015, de 24 de agosto).

– Morre Kim Young-Sam, ex-Presidente da Coreia do Sul, cuja eleição encerrou mais de 30 anos de regime militar. Tinha 87 anos.

2016 – O secretário de Estado das Finanças anuncia ter concluído o reembolso antecipado de duas ‘tranches’ do empréstimo do Fundo Monetário Internacional, no valor de dois mil milhões de euros, mais de 10% do montante em dívida.

– Morre, com 89 anos, António Modesto da Silveira, considerado o advogado que mais defendeu presos políticos e familiares de desaparecidos e sequestrados pelo regime ditatorial brasileiro de 1964-1985.

2017 – O Tribunal Penal Internacional para a ex-Jugoslávia condena o antigo chefe militar sérvio-bósnio Ratko Mladic a prisão perpétua pelos crimes cometidos na guerra da Bósnia (1992-1995).

– Morre, aos 60 anos, José António Silva, empresário e antigo presidente da Confederação do Comércio e Serviços de Portugal (CCP).



Mais notícias em OPÇÃO TURISMO Siga-nos no FaceBook , Instabram ou no Twitter