Início Breves Efemérides do dia – 20 novembro

Efemérides do dia – 20 novembro

COMPARTILHE

Principais acontecimentos registados no dia 20 novembro.
Hoje é quarta-feira, dia 20 de novembro de 2019. Este é o Este é o tricentésimo vigésimo quarto dia do ano.
Dia Mundial de Luta Contra a Doença Pulmonar Obstrutiva Crónica, Dia Universal da Criança, Dia Internacional da Memória Trans, Dia da Industrialização de África e Dia Nacional do Pijama.
Faltam 41 dias para o termo de 2019.
Os nascidos neste dia pertencem ao signo Escorpião.

1616 – Armand Jean Du Pleiss, futuro Cardeal de Richelieu e primeiro-ministro de Luís XIII, inicia a ascensão, integrando o conselho de regência de Maria de Medicis.

1888 – William Bundy, joalheiro nova-iorquino, inventa o primeiro relógio de ponto.

1910 – Morre, com 82 anos, o escritor russo Leon Tolstoi, autor de “Anna Karenina” e “Guerra e Paz”.

– Francisco Madero inicia a revolução mexicana contra o regime de Porfirio Diaz.

– Fundação do Vitória de Setúbal.

1917 – É proclamada a República da Ucrânia.

1924 – As autoridades turcas esmagam a revolta curda.

1945 – Começa o julgamento de 24 dirigentes nazis, acusados de crimes de guerra contra a humanidade, no Tribunal de Nuremberga, na Alemanha.

1950 – Fundação da Federação de Ginástica de Portugal

1959 – A Assembleia-geral da ONU adota o texto da Declaração sobre os Direitos da Criança.

– Portugal, Reino Unido, Áustria, Suíça, Dinamarca, Suécia e Noruega reúnem-se com o objetivo de formar a EFTA.

1963 – É inaugurado o serviço telefónico automático entre Lisboa e o Porto.

1969 – A Assembleia-geral da ONU acolhe o Manifesto de Lusaca, de apoio à independência dos povos africanos e repúdio da guerra, da Cimeira da OUA.

1975 – O VI Governo Provisório português, presidido por Pinheiro de Azevedo, suspende as atividades por “falta de condições de segurança”.

– O Conselho da Revolução substitui Otelo Saraiva de Carvalho por Vasco Lourenço, do chamado Grupo dos Nove, no comando da Região Militar de Lisboa.

– Morre, aos 83 anos, o ditador espanhol Francisco Franco.

1980 – As Nações Unidas apelam à URSS, pela segunda vez, para a retirada das tropas do Afeganistão.

1987 – A Assembleia geral das Nações Unidas analisa oito resoluções relacionadas com as políticas de ‘apartheid’ do Governo da África do Sul. Duas delas exigem, entre outros pontos, a libertação de Nelson Mandela, então detido há 25 anos, tendo Portugal votado a favor de uma e contra outra.

– Morre, com 52 anos, a atriz portuguesa Ivone Silva.

1989 – A Assembleia-geral das Nações Unidas adota a Convenção sobre os Direitos da Criança e declara esta data Dia Universal da Criança.

– O presidente Ceausescu, da Roménia, rejeita o movimento de reformas nos países do Leste europeu.

1991 – É inaugurado o primeiro heliporto comercial de Lisboa, em Loures.

1992 – Xanana Gusmão é detido em Díli, pela polícia do regime de Jacarta.

– Jonas Savimbi, dirigente da UNITA, aceita, em carta enviada ao secretário-geral da ONU, os resultados das eleições angolanas favoráveis ao MPLA.

1994 – O Governo de Angola e a UNITA assinam o acordo de Lusaca para a paz e reconciliação nacional.

1997 – O Iraque aceita o regresso dos inspetores de desarmamento da comissão especial da ONU.

– Nasce o Jornal de Negócios.

1999 – Morre, com 91 anos, o político italiano Amintore Fanfani, fundador da Democracia Cristã.

2002 – A mancha negra do fuel óleo do petroleiro Prestige chega a 25 milhas da costa portuguesa.

– A Comissão Conjunta de supervisão dos acordos de paz de Lusaca para Angola recomenda, ao Conselho de Segurança da ONU, o levantamento das sanções à UNITA.

2003 – Atentados suicidas em Istambul contra interesses britânicos. Morrem 27 pessoas, entre elas o Cônsul do Reino Unido.

– Morre, aos 70 anos, o estilista Louis Azzaro.

2004 – O presidente da República Jorge Sampaio veta a proposta de constituição do Gabinete de Comunicação e Informação do Governo de Pedro Santana Lopes.

– O Museu de Arte Moderna de Nova Iorque reabre ao público, depois de quatro anos em obras de remodelação.

2005 – O primeiro-ministro israelita Ariel Sharon abandona o partido conservador Likud, depois de Partido Trabalhista romper coligação, e pede a dissolução do Parlamento para a convocação de eleições antecipadas.

– ONU anuncia a criação de sistema de alerta precoce da gripe das aves.

– Euromilhões: sai o primeiro bilhete vencedor em Portugal, registado num quiosque em Moreira de Cónegos.

2006 – É lançada a Associação Empresários pela Inclusão Social.

Um antigo aluno de 18 anos fere 27 pessoas numa escola de Emsdetten, Alemanha, e suicida-se com explosivos.

– Morre, com 81 anos, Robert Altman, realizador norte-americano, autor de “MASH”, Nashville”, “O Jogador” e de “Bastidores da Rádio”, estreado em 2006 nas salas portuguesas. Óscar de carreira de 2006.

2007 – Centenas de milhares de funcionários públicos paralisam em França e juntam-se aos ferroviários em greve há uma semana, aumentando a contestação às medidas sociais consideradas indispensáveis pelo presidente Nicolas Sarkozy para reformar o país.

– O Parlamento Europeu aprova, em Estrasburgo, por esmagadora maioria, o alargamento do espaço Schengen de livre circulação de pessoas aos “novos” Estados-membros da União Europeia.

– Morre o trompetista Ernest “Doc” Paulin, o músico mais idoso de jazz tradicional de Nova Orleans, em Marrero, na Louisiana. Tinha 100 anos.

– Morre, aos 88 anos, o antigo primeiro-ministro da ex-Rodésia Ian Smith, cujo governo declarou ilegalmente a independência do domínio britânico.

2008 – A Livraria Byblos, inaugurada há um ano em Lisboa, apresenta um processo de insolvência. A Livraria Byblos disponibilizava 150.000 títulos numa área de 3.300 metros quadrados, dispondo de um sofisticado sistema de identificação por radiofrequência, único no mundo.

– Os 27 membros da união Europeia chegam a acordo, após 14 horas de negociações, sobre a revisão intercalar da Política Agrícola Comum, prevendo um aumento progressivo das quotas leiteiras e uma diminuição dos apoios diretos à produção

– Um juiz do Tribunal do Estado de Texas notifica formalmente o atual vice-presidente dos Estados Unidos, Dick Cheney, e o antigo procurador geral Alberto Gonzales por crimes relacionados com o abuso de prisioneiros

2009 – Gripe A H1N1. A Noruega deteta uma mutação do vírus pandémico H1N1 em três casos.

– Morre Jeanne-Claude Denat de Guillebon, artista francesa, companheira de Christo Javacheff. Tinha 74 anos.

2010 – Pela primeira vez, um Papa admite a utilização do preservativo “em certos casos”, desde que “para reduzir os riscos de contaminação do vírus da sida. A declaração é de Bento XVI.

– Morre, com 93 anos, Joaquim Gomes, coorganizador da fuga de uma dezena de militantes e dirigentes do PCP do Forte de Peniche.

2011 – O Partido Popular espanhol obtém uma maioria absoluta nas eleições do Congresso ao eleger 186 deputados contra 110 conseguidos pelos socialistas.

2013 – O Parlamento Europeu aprova a reforma da Política Agrícola Comum com novas regras para o período 2014-2020 e que garante um pacote financeiro de cerca de oito mil milhões de euros a Portugal.

2014 – Morre, aos 70 anos, Alfredo Barbosa, antigo selecionador português de atletismo.

– Morre, com 88 anos, Cayetana Fitz-James Stuart, duquesa de Alba.

2015 – O parlamento português aprova na generalidade a adoção de crianças por casais do mesmo sexo, iniciativas rejeitadas na anterior legislatura.

2016 – O tenista britânico Andy Murray conquista pela primeira vez o ATP World Tour Finals, antes designado como Masters, ao bater o sérvio Novak Djokovic na final, o que lhe garante acabar o ano como número 1.

– O piloto Tiago Monteiro (Honda) torna-se no primeiro português a ganhar a Corrida da Guia do Grande Prémio de Macau.

– Morre, com 88 anos, o escritor irlandês William Trevor, autor de “Depois da chuva”.

– Morre, aos 90 anos, Constantine Stephanopoulos, que cumpriu dois mandatos como Presidente da Grécia (1995-2005).

2017 – Morre, aos 64 anos, Janusz Wojcik, antigo treinador que levou a seleção de futebol da Polónia à medalha de prata nos Jogos Olímpicos de Barcelona, em 1992.