COMPARTILHE

Principais acontecimentos registados no dia 13 agosto de 2019
Hoje é terça-feira, dia 13 de agosto de 2019, ducentésimo vigésimo quinto dia do ano.
Faltam 140 dias para o termo de 2019.
Dia Mundial do Canhoto.
Leão é o signo dos nascidos nesta data.

1521 – O conquistador espanhol Hernando Cortez captura a atual Cidade do México, Tenochtitlán, aos Aztecas.

1624 – Luís XIII, Rei de França, nomeia o Cardeal Richelieu primeiro-ministro.

1792 – Revolução Francesa. Prisão da família real.

1814 – A província do Cabo da Boa Esperança passa a colónia britânica.

1862 – Assinatura do Tratado de Tientsin para Macau.

1863 – Morre, com 65 anos, o pintor francês Eugène Delacroix.

1898 – Guerra Hispano-americana. Forças norte-americanas nas Filipinas capturam Manila aos espanhóis.

1899 – Nasce o cineasta britânico Alfred Hitchcock, realizador de “Janela Indiscreta”, “O Desconhecido do Norte-Expresso”, “Os Pássaros” e  “Chantagem”.

1910 – Morre, aos 90 anos, a britânica Florence Nightingale, responsável pela definição dos padrões modernos da prática de enfermagem.

1926 – Nasce Fidel Castro, em Mayari, Cuba.

1937 – Ataque japonês a Xangai.

1940 – II Guerra Mundial. As forças alemãs de ocupação e o Governo colaboracionista francês proíbem todas as associações públicas às quais passam a chamar “sociedades secretas”.

– A URSS anexa a Estónia.

1946 – Morre o escritor britânico H. G. Welles, autor de “A Guerra dos Mundos”. Tinha 79 anos.

1945 – O Congresso Sionista Mundial exige a entrada de um milhão de judeus na Palestina.

1959 – Um incêndio destrói o interior da Igreja de São Domingos, em Lisboa. As obras de recuperação estender-se-ão até 1997.

1960 – Independência da República Centro Africana.

1961 – Guerra-fria. Começa a construção do Muro de Berlim. Viria a ter cerca de 110 Km de comprimento, em redor de Berlim Ocidental, e perduraria por mais de 28 anos.

1964 – Execução dos últimos condenados à morte no Reino Unido.

1968 – A ONU contabiliza perto de meio milhão de refugiados da Guerra Colonial. 300 mil cidadãos angolanos no Congo-Kinshasa; 61 mil guineenses no Senegal; e 122 mil moçambicanos na Zâmbia e na Tanzânia recebem apoio humanitário das Nações Unidas.

1973 – Realização do III Congresso da UNITA.

1975 – Morre, aos 74 anos, o poeta Murillo Mendes, nome essencial do modernismo brasileiro, autor de “Janelas Verdes”. É sepultado no cemitério dos Prazeres.

1982 – A polícia polaca ataca os manifestantes dos estaleiros de Gdansk. A Polónia está sob Lei Marcial há exatamente oito meses.

1983 – O Memorial Hospital, na Carolina do Norte, EUA, anuncia a entrada em teste do tratamento por hipertermia para o cancro.

1984 – As autoridades polacas libertam o físico Henryk Wujec, o último dos quatro conselheiros da Central Sindical Solidariedade ilegalizada.

1991 – Morre, com 73 anos, Tossan, António dos Santos, artista gráfico, caricaturista, desenhador e ator.

1992 – O cineasta português Manoel de Oliveira é galardoado com o Leopardo de Honra do Festival de Locarno.

– O LNETI – Laboratório Nacional de Engenharia e Tecnologia Industrial passa a Instituto Português para a Engenharia e Tecnologia Industrial, IPETI.

1993 – O presidente da Indonésia reduz para 20 anos a pena de prisão do dirigente da Fretilin Xanana Gusmão.

1996 – Morre, com 86 anos, o marechal António de Spínola, primeiro Presidente, não eleito, após o 25 de Abril de 1974, antigo comandante chefe e governador da Guiné, ex-vice-chefe do Estado-Maior General das Forças Armadas, autor de “Portugal e o Futuro”.

1998 – Depois de três anos de negociações com o Congresso Mundial Judaico, dois bancos suíços aceitam devolver 1.250 milhões de dólares do chamado “ouro nazi”.

2001 – A UNITA reivindica o ataque ao comboio entre Luanda e o Dondo, em Angola, que causa 152 mortos e 151 feridos.

2002 – Cheias na Europa Central. 50 mil habitantes de Praga, a capital checa, são evacuados do centro histórico. O acervo dos museus é posto a salvo.

2004 – Abertura dos XXVIII Jogos Olímpicos da era moderna, em Atenas.

– Morre, com 84 anos, António Domingues, pintor, fundador do movimento surrealista português com Mário Cesariny e Cruzeiro Seixas.

2005 – O Tribunal Penal Especial do Sudão para os crimes de guerra em Darfur pronuncia as primeiras sentenças sobre três antigos membros das Forças Armadas do país.

– Itália começa a retirar o contingente de 3.000 militares no Iraque, com o regresso a casa de 130 elementos do batalhão de São Marco.

2006 – Quatro dias depois de as autoridades britânicas terem desmantelado uma alegada conspiração terrorista, o caos no aeroporto de Heathrow, em Londres, estende-se a outros aeroportos internacionais.

– A atleta portuguesa Naide Gomes ganha a medalha de prata no salto em comprimento no último dia dos Campeonatos Europeus de Atletismo, em Gotemburgo, Suécia.

2007 – A atleta portuguesa Jessica Augusto conquista a medalha de ouro na prova dos 5.000 metros das Universíadas, em Banguecoque, Tailândia, ao completar a prova em 15.28,78 minutos.

– Morre, com 93 anos, Lúcio Craveiro da Silva, professor, escritor e jesuíta, primeiro reitor eleito da Universidade do Minho.

2008 – A Polícia Judiciária anuncia a detenção do homem conhecido como “Solitário Português”, que há quatro anos se dedicava a roubos de bancos com recurso a armas de fogo.

– O nadador norte-americano Michael Phelps torna-se o atleta mais titulado na história dos Jogos Olímpicos, ao chegar às 11 medalhas de ouro, depois de somar hoje mais duas

2009 – O realizador norte-americano William Friedkin, um dos precursores do chamado novo cinema americano, a par de nomes como Coppola, Spielberg ou Scorsese, é escolhido para receber o Leopardo de Honra do Festival de Locarno.

2010 – Morre, aos 84 anos, o pintor, escultor e poeta Figueiredo Sobral.

– Morre, com 75 anos, o general Alberto Müller Rojas, um dos ícones da revolução boliviana e homem de confiança do presidente Hugo Chávez.

2011 – Morre Jesús del Pozo, estilista e um dos nomes mais conceituados da moda espanhola. Tinha 64 anos.

2012 – Morre Maria José de Melo Falcão Trigoso, cantora lírica, viúva do compositor Joly Braga Santos. Tinha 76 anos.

– Morre Sid Watkins, médico a quem foi reconhecido o salvamento de vários pilotos de Fórmula 1 e considerado um dos responsáveis pela introdução de melhorias na segurança naquela disciplina automóvel. Tinha 84 anos.

2014 – O Presidente da Guiné-Conacri, Alpha Condé, decreta o estado “emergência de saúde” no país devido à epidemia do vírus Ébola, durante uma declaração feita na televisão pública guineense.

– Morre, aos 66 anos, Emídio Rangel, jornalista, fundador da TSF e antigo diretor-geral da SIC e RTP.

– Morre Eduardo Campos, candidato socialista à presidência do Brasil, na queda de um jato particular em Santos, no litoral de São Paulo. Tinha 48 anos.

2015 – O Governo aprova a nova lei de bases do setor petrolífero com o objetivo de aumentar a concorrência na área da logística e da armazenagem de combustíveis. A partir da publicação do diploma, as condições de exercício das atividades de armazenamento, transporte, distribuição e comercialização de petróleo bruto e produtos de petróleo, são em mercado livre.

2016 – O realizador português João Pedro Rodrigues conquista o Leopardo para Melhor Realização no Festival de Locarno com o filme “O ornitólogo”.

– Morre Kenny Baker, ator britânico famoso por ter dado vida ao robô R2-D2 na “Guerra das Estrelas”. Tinha 81 anos.

2017 – ciclista português Tiago Ferreira sagra-se campeão europeu de maratona BTT (XCM), numa prova disputada em Svit, Eslováquia.

– A portuguesa Inês Henriques conquista a medalha de ouro nos 50 quilómetros marcha dos Mundiais de atletismo, em Londres, juntando ao troféu o novo recorde do mundo.

2018 – O incêndio de Monchique, no distrito de Faro, é dado como dominado, uma semana depois de ter deflagrado. Foi combatido por mais de mil operacionais e afetou concelhos vizinhos de Silves e Portimão, no mesmo distrito, e Odemira (Beja). Quarenta e uma pessoas ficaram feridas e as chamas consumiram mais de 27 mil hectares.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here