Início B4 DBRS: turismo e economia no sul da Europa está a recuperar

DBRS: turismo e economia no sul da Europa está a recuperar

Depois de um ano desafiante em 2021, mas com a distribuição de vacinas e o relaxamento das restrições de viagens até aos últimos dias, o turismo internacional no sul da Europa deu sinais de recuperação, segundo um parecer constante num relatório agora divulgado pela DBRS Morningstar sobre turismo no sul da Europa.

A agência canadiana de notação financeira DBRS Morningstar considera que o turismo internacional no sul da Europa já deu sinais de recuperação em 2021. Todavia, chama a atenção para o facto da variante Ómicron trazer desafios e incertezas para o futuro.

Turismo e economia a recuperar

A DBRS destaca que a recuperação foi especialmente evidente durante o Verão, quando os efeitos da emergência da variante Delta no início do ano passaram e as viagens abriram, salientando ainda que os últimos dados apontam para uma prestação forte também em Outubro.

O recente aumento em casos de covid-19 na Europa e a emergência da variante Ómicron colocam vários desafios e trazem incertezas para o turismo no próximo período de férias, acrescenta ainda.

A empresa canadiana refere que o turismo estrangeiro recuperou mais rapidamente na Grécia e em Chipre este ano, especialmente durante o final do Verão, quando comparado com Espanha, Portugal e Malta.

A comparação entre países inverte-se quando o assunto passa a ser a variante Ómicron, apontando a DBRS que coloca riscos em países com baixas taxas de vacinação, como Grécia e Chipre.

As altas taxas de vacinação em Portugal podem atuar como atenuante, escreve a DBRS, estimando ser menos provável que reimponham estritas medidas restritivas domesticamente, evitando outro fecho do setor no resto do ano.

A DBRS refere que os dados para Portugal apontam para uma recuperação de cerca de 30% dos níveis de 2019 entre Janeiro e Setembro de 2021.

No documento pode ler-se ainda que o começo tardio da temporada, a maior percentagem de população vacinada e a situação epidemiológica relativamente boa tanto domesticamente como nos principais mercados emissores de turistas nos meses de verão, resultaram numa sólida retoma do setor do turismo em Julho, Agosto e Setembro.



Mais notícias em OPÇÃO TURISMO Siga-nos no FaceBook , Instabram ou no Twitter