Início B1 CTP apela à rapidez na execução de medidas de recuperação económica

CTP apela à rapidez na execução de medidas de recuperação económica

A CTP, que celebra hoje o Dia Mundial do Turismo, com uma conferência na Fundação Calouste Gulbenkian, em Lisboa, defendeu no domingo a necessidade urgente de apoios para o sector, como a reposição do ‘lay-off’ simplificado, bem como a rapidez na execução das medidas do Programa de Estabilização Económica e Social.

Antevendo uma recuperação lenta e difícil para a actividade turística, a CTP alerta para um risco elevadíssimo de aumento do desemprego no sector.

– A pandemia da covid-19 veio trazer enormes dificuldades às empresas, que viram as suas receitas descer abruptamente, e actualmente, o risco do aumento do desemprego é elevadíssimo, com as empresas a fazerem um enorme esforço para garantir a sobrevivência, assinala o presidente da CTP, Francisco Calheiros, citado no texto.

– A recuperação vai ser muito difícil e lenta e, para fazer face à actual situação em que as empresas do turismo se encontram, são necessárias medidas, como por exemplo a reposição do ‘lay-off’ simplificada, rapidez na execução das medidas do Programa de Estabilização Económica e Social e das medidas de capitalização das empresas e a garantia de que a ‘bazuca’ europeia chega às empresas e à economia real, afirma Calheiros.

A CTP considera que o ano atípico de 2020 exige uma reflexão profunda sobre o estado do sector e é o que se propõe fazer com a V Cimeira do Turismo Português, que se realiza hoje, a partir das 15 horas, sob o tema ‘Turismo pós-covid’, que conta com o Chefe de Estado, Marcelo Rebelo de Sousa, e o Primeiro-Ministro, António Costa, assim como o presidente da Câmara de Lisboa, Fernando Medina, e o ministro da Economia, Pedro Siza Viera, entre o painel de oradores.

 



Mais notícias em OPÇÃO TURISMO Siga-nos no FaceBook , Instabram ou no Twitter