Início B3 Crise em Cabo Verde só será recuperada em 2023

Crise em Cabo Verde só será recuperada em 2023

O ministro do Turismo cabo-verdiano destacou recentemente que o sector turístico, só retomará em 2023 os níveis anteriores à pandemia de covid-19. Carlos Santos referiu que se trata de uma situação que o governo vê com preocupação.

Obviamente que nós teremos uma quebra substancial ao nível dos turistas que vão entrar em Cabo Verde neste ano e no próximo ano. E os números dizem-nos que só em 2023 é que poderemos almejar voltar aos números de 2019, considerou Carlos Santos, explicando que em 2019, Cabo Verde registou um recorde de 819 mil turistas e a meta do governo era chegar ao milhão de turistas anuais a partir de 2021. Um prognóstico drasticamente alterado com a pandemia de covid-19, com o arquipélago fechado a voos internacionais desde 19 de Março e pelo menos até Agosto.

Segundo o governantes, a aposta de Cabo Verde deverá agora passar, pelo menos nos próximos anos, pelas nas companhias aéreas low-cost, e centrar-se na diversificação da oferta e na sustentabilidade.

Segundo dados mais recentes, a procura turística em Cabo Verde deverá recuar este ano a níveis de 2009, com a perda de 536 mil turistas face à previsão inicial do Governo.

Cabo Verde deverá receber este ano apenas 337.555 turistas. Deste total, 170.778 são turistas que já visitaram o país no primeiro trimestre de 2020, pelo que até final do ano, o país deverá receber pouco mais de 165.000 turistas.

Uma vez que o turismo representa praticamente 25% do PIB de Cabo Verde, esta revisão em baixa das previsões para 2020 reflecte-se desde logo numa quebra de 66,1% nas receitas com o sector.

As receitas com o turismo renderam em 2019 um máximo histórico de 389 milhões de euros, mas segundo a previsão do governo de Cabo Verde deverão cair este ano para 136 milhões de euros.



Mais notícias em OPÇÃO TURISMO Siga-nos no FaceBook , Instabram ou no Twitter