Início Breves Cabo Verde pede pequeno apoio da UE para relançar turismo

Cabo Verde pede pequeno apoio da UE para relançar turismo

O primeiro-ministro cabo-verdiano disse que vai ser preciso o equivalente a uma pequenina parte da ‘bazuca’ europeia para relançar o turismo no país, um dos sectores mais afectados pela pandemia da Covid-19.

– Poucos países no mundo têm poupanças suficientes para fazer face aos extraordinários custos da crise provocada pela Covid-19. Foi por isso que a União Europeia criou uma ‘bazuca’ financeira. Cabo Verde precisa de uma parte muito, muito pequenina desta ‘bazuca’, disse Ulisses Correia e Silva.

O primeiro-ministro de Cabo Verde, que falava no painel de encerramento do Fórum Euro-África, , sublinhou os fortes impactos das restrições impostas pela pandemia ao turismo em Cabo Verde, sector de que a economia cabo-verdiana é fortemente dependente e que representava perto de 20% do Produto Interno Bruto (PIB).

O chefe do Governo cabo-verdiano adiantou que está a trabalhar para posicionar Cabo Verde como um país seguro e limpo e para restaurar a confiança e relançar o sector do turismo. Temos de trabalhar muito para retomar o turismo nas ilhas do Sal e da Boavista, fazendo importantes investimentos para promover boas condições sanitárias e retomar a confiança. Para nós, isto é fundamental, frisou.

O Fórum Euro-África reuniu durante dois dias personalidades dos sectores público e privado, sociedade civil, empresários, activistas e cientistas africanos e europeus com o propósito de aproximar os dois continentes na procura de pontos comuns num mundo pós-Covid.



Mais notícias em OPÇÃO TURISMO Siga-nos no FaceBook , Instabram ou no Twitter