BEUC acusa TAP de violar direitos dos passageiros


Na sequência de milhares de queixas de passageiros de companhias aéreas, a Organização Europeia de Consumidores (BEUC), e 11 das suas organizações membros, denunciaram algumas das principais companhias aéreas a actuar na Europa às autoridades nacionais para proteção dos consumidores e à Comissão Europeia por violarem os direitos dos passageiros e por utilizarem práticas comerciais desleais.

A acusação pende sobre oito companhias aéreas europeias, entre elas a TAP, acusadas de violarem os direitos dos passageiros na sequência das viagens canceladas devido à covid-19. E por esse motivo a BEUC pede uma ampla investigação no sector.

De acordo com a organização sediada em Bruxelas, desde o início da crise da covid-19, algumas das maiores companhias aéreas europeias têm falhado redondamente em reembolsar os passageiros e em fornecer informações claras e completas sobre os seus direitos.

A BEUC destaca que a TAP, Aegean, Air France, EasyJet, KLM, Norwegian, Ryanair e a Transavia, estão entre as companhias com maior número de reclamações dos consumidores e salienta que em causa estão situações como a impossibilidade de solicitar um reembolso por ser difícil contactar o serviço ao cliente, a dificuldade em encontrar informação sobre reembolsos em dinheiro enquanto os ‘vouchers’ são sistematicamente promovidos e as falhas de informação aos passageiros sobre os seus direitos.


error: Content is protected !!