Início B1 BdP: turismo continua a penalizar contas públicas

BdP: turismo continua a penalizar contas públicas

O Banco de Portugal (BdP) destaca, em dados divulgados esta terça-feira, que o défice da balança comercial, que traduz o saldo entre exportações e importações de bens e serviços diminuiu entre Janeiro e Maio deste ano por comparação com igual período de 2020.

Isto porque a redução do défice da balança de bens (1.831 milhões de euros) superou a diminuição do excedente da balança de serviços (1.503 milhões de euros).

Aqui pesa negativamente o turismo. O BdP nota que a diminuição do excedente da balança de serviços foi maioritariamente justificada pela descida acentuada do saldo da rubrica de viagens e turismo, no montante de 1.116 milhões de euros.

O BdP detalha a evolução da balança comercial em Maio deste ano. Os números indicam que as exportações de bens e serviços apresentaram uma variação homóloga de 54,7%, decorrente principalmente da evolução nos bens (56,6%) e, em menor medida, nos serviços (49,3%).

– Ainda assim, as exportações de bens não superaram as do mesmo mês em 2019, alerta o banco central. Ao mesmo tempo, as importações de bens e serviços aumentaram 50,6% (53,1% nos bens e 38,8% nos serviços).

Olhando para o turismo, o BdP indica que em Maio o saldo das viagens e turismo registou um aumento de 182 milhões de euros, resultante de um crescimento de 128,8% nas exportações e de 72,4% nas importações. Contudo, as exportações e as importações de viagens e turismo permanecem bastante abaixo dos níveis pré-pandemia, vinca o banco central.

A informação do Banco de Portugal indica que em Maio os portugueses gastaram 278,5 milhões de euros em turismo no estrangeiro, verificando-se uma subida de 72,4% quando comparado com o mesmo mês do ano anterior, mas ainda 40,7% abaixo dos primeiros cinco meses de 2019.

No entanto, o banco central revela que as receitas turísticas portuguesas atingiram os 531 milhões de euros em Maio, enquanto a análise dos cinco primeiros meses deste ano indica que este valor chegou a 1,7 mil milhões de euros, correspondendo a uma descida de quase 43% face ao período homólogo do ano anterior.

 



Mais notícias em OPÇÃO TURISMO Siga-nos no FaceBook , Instabram ou no Twitter

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here