Início Opção Turismo Aviação europeia com 6 milhões de voos a menos do que em...

Aviação europeia com 6 milhões de voos a menos do que em 2019

Em 2020, a aviação europeia realizou 6,1 milhões de voos a menos do que em 2019, e mais da metade dos aviões europeus ficaram em terra, com todas as companhias aéreas e sofrerem, em toda a cadeia de valor, um enorme impacto financeiro e social.

É o que diz o Eurocontrol no oitavo de uma série de análises sobre a crise no sector aéreo gerada pela pandemia Covid-19, que inclui voos, companhias aéreas, aviões, aeroportos, prestadores de serviços de navegação aérea e sustentabilidade.

O documento avança estimativas para este ano que agora começou, prevendo para o sector aéreo europeu uma recuperação de até 51% em relação aos níveis de 2019, que será lento na primeira metade de 2021 e com alguma recuperação a partir do Verão.

Eamonn Brennan, CEO da Eurocontrol, disse que “estamos confiantes de que a recuperação começará a se consolidar em 2021, conforme a vacina é lançada em todo o mundo”. No entanto, insistiu que todo o sector de aviação continuará a precisar de apoio financeiro nos próximos anos.

Os números apresentados pelo Eurocontrol mostram os danos sem precedentes causados pelas restrições impostas devido à pandemia do coronavírus: mais de 56 mil milhões de euros de perdas líquidas para as companhias aéreas, aeroportos e serviços de navegação aérea (ANSP); 1,7 mil milhões de passageiros a menos; grande impacto negativo nos voos europeus: menos 6,1 milhões de voos, de 11,1 milhões de operações em 2019 para 5 milhões em 2020; tráfego intra-europeu: – 54%; tráfego entre a Europa e o resto do mundo: -59%; voos de companhias aéreas de baixo custo -62%; voos regulares ou de rede -59%; os principais mercados aéreos europeus caíram entre 40% e 73%, com destaques para o Reino Unido, Alemanha, Espanha, França e Itália.



Mais notícias em OPÇÃO TURISMO Siga-nos no FaceBook , Instabram ou no Twitter

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here