Início B3 Aveiro, uma cidade incomparável e inesquecível

Aveiro, uma cidade incomparável e inesquecível

Explorar Aveiro é descobrir uma cidade de encantar, um lugar especial com ligação à Ria de Aveiroque entra e desliza suavemente pelos bairros da cidade. Para além do charme que os canais da Ria de Aveiro lhe atribuem, a cidade tem uma identidade arquitetónica muito própria, concedida pelos belos edifícios Arte Nova, pelo colorido dos azulejos das fachadas das casas com padrões únicos e pelas linhas modernas das novas urbanizações, que a colocam na categoria das melhores cidades para viver em Portugal.

E porque a população de Aveiro sempre teve uma ligação vital com a água da Ria, do Rio Vouga e do mar, a Estação Náutica de Aveiro apresenta-se como um polo agregador de atividades desportivas, sempre em sintonia com este elemento natural tão importante. Aproveite, por isso, para praticar vela, canoagem ou remo e, acima de tudo, divirta-se.

Mas confesse. Ainda bem antes de aqui chegar, os deliciosos ovos moles de Aveiro já chamavam por si, certo? Com indicação geográfica protegida (IGP), são uma das mais conhecidas e apreciadas especialidades da doçaria tradicional portuguesa. Outrora desenvolvidos no seio da vida dominicana, franciscana e carmelita de Aveiro, o saber fazer dos ovos moles mantem ainda, hoje, uma forma de fabrico artesanal.

Quer saber mais sobre a história e a confeção deste ex-libris da cidade? Procure a Oficina do Doce. Em pleno centro da cidade, no canal central, este espaço didático e historicamente representativo, dá-lhe a oportunidade de experimentar a sua arte como doceiro.

Com forças retemperadas, comece por uma das atividades mais procuradas de Aveiro: o tradicional passeio de moliceiro pelos canais. Noutros tempos, o barco moliceiro e as suas velas brancas dominavam a Ria, já que este era o meio utilizado na apanha do moliço, essas preciosas plantas aquáticas que constituem a vegetação submersa das águas, outrora utilizadas na fertilização dos campos e terrenos arenosos. As velas dos moliceiros foram substituídas por motores que permitem conhecer grande parte da história de Aveiro, através de um belo passeio a bordo de um tradicional moliceiro, com linhas elegantes e motivos coloridos.

Escolha uma das muitas empresas que aqui operam e, durante cerca de 45 minutos, navegue docemente pelos quatro canais de Aveiro. Aprecie os seus principais pontos de interesse turístico: o bairro típico de pescadores e marnotos, o Bairro da Beira-Mar, a antiga zona nobre da cidade, outrora muralhada, o Bairro do Alboi e o Cais da Fonte Nova.

Depois deste passeio, pense em adquirir o bilhete único de visita aos museus e património da cidade. Vai valer a pena. Inclui acesso ao Museu de Aveiro/Santa Joana, ao Museu da Cidade de Aveiro, ao Museu Arte Nova de Aveiro, ao Ecomuseu Marinha da Troncalhada e à Igreja das Carmelitas.
Com influência barroca, gótica e maneirista, a Sé de Aveiro, parte integrante do antigo Convento de São Domingos, é igualmente merecedora da sua atenção.
É agora tempo de fazer uma paragem para o almoço. As ementas dos muitos e bons restaurantes da cidade anunciam os melhores pratos de peixe, desde a raia à lampreia, passando pelo ensopado ou caldeirada de enguias, pelo sável frito com açorda de ovas, pelas douradas, robalos e linguados. Opções saborosas não faltam e as receitas, essas, são únicas e perduram no tempo quando é tempo de confecionar o bacalhau assado, as caras, línguas e buchos de bacalhau ou a famosa e apaladada feijoada de samos. Prove os bons vinhos e espumantes da Região Demarcada da Bairrada e termine a refeição com um Licor de Aveiro ou uma Aguardente da Bairrada.
Dizem que todas as rotas em Aveiro passam ou terminam nas marinhas de sal. Confira por si. Depois do almoço, visite o Ecomuseu da Troncalhada onde aprenderá mais sobre os métodos de produção artesanal do Sal, o qual consiste num conjunto de trabalhos de cristalização, por evaporações sucessivas. A colheita do sal, essa, dá-se em finais do mês de junho até setembro, outubro, sempre que as condições atmosféricas o permitam.
Além da produção de sal, as várias marinhas promovem o bem-estar e contribuem para o tratamento de diversas doenças. Relaxe numa praia ou numa piscina salgada, verdadeiros spas. Trate da beleza da sua pele e alivie sintomas de artrite.

Não parta de Aveiro sem antes contemplar originais e irreverentes telas de arte urbana que animam fachadas, antes ignoradas.
Se chegou de comboio, o mundialmente aclamado Alexandre Farto, vulgo Vhils, deseja-lhe as boas-vindas à chegada, com um rosto esculpido numa parede situada em frente à Estação Ferroviária.
Com extraordinários painéis de azulejos policromos azul-cobalto adornados de pormenores amarelos, a fachada branca da estação, uma das mais belas do país, revela cenas ferroviárias, naturais, culturais e atividades tradicionais desta região. É uma verdadeira contadora de histórias! Ilustra monumentos e paisagens típicas, evoca outras obras ferroviárias e homenageia Licínio Pinto e Francisco Pereira, pintores dos azulejos produzidos na Cerâmica Fonte Nova, em 1916.
Em Aveiro, ainda há tanto para explorar. Na Via Ecológica Ciclável da Polis Litoral Ria de Aveiro, poderá fazer exercício físico e observar a fauna e a flora desta incrível paisagem lagunar.
Também ainda não visitou a Igreja de Vera Cruz e a Capela de São Gonçalinho, dedicada ao Santo casamenteiro, Patrono da cidade. Volte no domingo mais próximo do dia 10 de janeiro e participe na festa em sua honra, a mais acarinhada pelas gentes do bairro da Beira-Mar e da população de Aveiro, em geral. Apanhe cavacas doces que são lançadas a partir da cúpula da Capela para o público, em jeito de pagamento de promessas.Volte em maio e junho para a Feira do Livro, em julho por ocasião do Festival dos Canais, evento que acolhe uma grande diversidade de espetáculos e muita animação. Volte em agosto para o Festival Dunas de São Jacinto, um evento diferenciador que alia cultura, natureza e desporto. Volte de novembro a janeiro para as Boas Festas de Aveiro.



Mais notícias em OPÇÃO TURISMO Siga-nos no FaceBook , Instabram ou no Twitter