COMPARTILHE

O número de dormidas nos territórios do interior cresceu 1,4 milhões entre 2016 e 2017 e Portugal criou 514 novas ligações e rotas aéreas para novos mercados. Quem o afirmou foi a secretária de Estado do Turismo, acrescentando que em 2016 e 2017, o número de dormidas nos territórios do interior cresceu 1,4 milhões, o que é muito significativo.

Claro que ainda há imenso para fazer. O que tem mudado o país é isto. São projectos concretos que estão a acontecer e que estão a abrir o mapa turístico de Portugal. Basta pensar nos mais de 400 projectos turísticos aprovados no âmbito do Valorizar.

O programa “Valorizar” foi criado pelo Governo para acelerar e incentivar o desenvolvimento turístico no interior do país.

Não queremos um turismo de massas. O que queremos, cada vez mais, é um turismo que deixa valor no território, que acrescente valor. É também uma forma de dar visibilidade a estes territórios do interior para investir, para viver, para trabalhar, disse Ana Mendes Godinho.

Ana Mendes Godinho divulgou ainda que o crescimento e a capacidade de afirmação de Portugal como destino turístico estão expressos nas 514 novas ligações e rotas aéreas para mercados como o asiático ou o americano.

São novos mercados, para todo o ano. Nos últimos três anos o crescimento das receitas turísticas foi de 45%. Somos o país europeu com o crescimento mais acentuado, sublinhou a governante explicando que o turismo sustentável, ao longo de todo o ano, é o grande objectivo traçado pelo Governo

Nos últimos três anos, em todo o país, 100 mil novas pessoas passaram a trabalhar no turismo. Pela curva do emprego no turismo, percebemos que deixamos de ter oscilações no verão e no inverno.