Início Breves Até Março turismo na Madeira perdeu 57 milhões de euros

Até Março turismo na Madeira perdeu 57 milhões de euros

De Janeiro a Março deste ano, o turismo na Madeira gerou 10,6 milhões de euros, registando uma quebra de 57,3 milhões quando comparado com o período homólogo, ou seja, menos 84,3%, indicam dados da Direcção Regional de Estatística (DREM). No mesmo período do ano passado o valor dos proveitos estava nos 67,9 milhões de euros.

Nos proveitos de aposento a região perdeu até Março 37,9 milhões de euros, passando dos 44,4 milhões de euros para os 6,5 milhões de euros, menos 85,2%.

Ainda de acordo com a DREM, no período em análise, as dormidas no arquipélago ficaram-se pelas 260,6 mil, um decréscimo de 82%, com descidas do mercado britânico (-93,9%), mas também do francês, alemão e dos turistas nacionais com -81,3%, -79,5%, e -52,6%, respectivamente.

Reportando apenas ao mês de Março, os dados revelam que 40,1% dos estabelecimentos do alojamento turístico da RAM registaram movimento de hóspedes (41,2% da capacidade do alojamento turístico total) neste mês.

No mês de Março último contabilizaram-se 82,1 mil dormidas no alojamento turístico, traduzindo um decréscimo de 75,1% em comparação com o mês homólogo, o qual já tinha sido afectado pela pandemia, especialmente na segunda quinzena. De sublinhar que excluindo o alojamento local com menos de 10 camas, as dormidas do alojamento turístico apresentaram uma diminuição de 79,9% relativamente a Março de 2020. Os proveitos totais e os de aposento recuaram numa proporção ligeiramente superior à das dormidas (-81,4% e -82,9%, respectivamente).

No mês em referência verificaram-se quebras bastante significativas nas dormidas nos principais mercados emissores. O mercado britânico foi o que registou a quebra mais acentuada com -93,1% de dormidas, seguido do alemão com -86,8% e do francês com -72,3%. O mercado nacional registou uma quebra substancialmente menor, de 9,1%.

O valor da estada média no mês de Março registou uma diminuição relativamente ao mesmo mês do ano passado (4,91 noites), fixando-se nas 4,18 noites.

A taxa de ocupação-cama do alojamento turístico no mês em referência não ultrapassou os 12,4%, 15,5 pontos percentuais abaixo do observado no mês homólogo. Por sua vez, a taxa de ocupação-quarto atingiu apenas os 14,3%.

O mês de Março de 2021 continuou a registar valores significativamente baixos no RevPar, que rondou os 7,80 euros no conjunto do alojamento turístico (excluindo o alojamento local abaixo das 10 camas), -61,9% que no mesmo mês do ano precedente. A hotelaria evidenciou um decréscimo de 62,8%, com um RevPar de 8,14 euros. Por sua vez, o proveito por quarto utilizado (ADR) passou de 65,48€ em Março de 2020 para 54,63€ em Março de 2021 (-16,6%).



Mais notícias em OPÇÃO TURISMOSiga-nos no FaceBook , Instabram ou no Twitter