COMPARTILHE

A Associação Brasileira de Indústria de Hotéis (ABIH) e a Associação Brasileira da Indústria de Hotéis de Pernambuco estão contra a construção do complexo turístico da ‘Casa do Governador’, situado num terreno de 70 hectares, localizado em Porto de Galinhas, cedido à cadeia hoteleira portuguesa Teixeira Duarte Hotéis (TD Hotéis).

O terreno da ‘Casa do Governador’ é propriedade do Estado. Todavia, em 2008, o então governador de Pernambuco, Eduardo Campos, negociou o terreno com o grupo TD Hotéis para a construção do complexo.

O projecto prevê a construção de dois hotéis com mil unidades habitacionais, além de apartamentos e condomínios.

Ambas a estruturas hoteleiras brasileiras consideram o projecto inadequado para a região, para além de existirem várias questões de ordem jurídica por resolver.

Segundo a ABIH Nacional, a região já possui muitas ofertas de camas – cerca de 18 mil, distribuídos em 20 hotéis e 200 pousadas -, e o ideal seria dar outro destino ao terreno.

Para o responsável do Porto Galinhas Convention & Visitors Bureau , o destino recebe turistas nacionais e internacionais, com permanência média de sete dias, em procura de atractivos turísticos na região, recordando que o local é uma área estratégica para o desenvolvimento consistente e durável do destino turístico de Porto de Galinhas.

Ainda na opinião da ABIH Nacional é salientado que empreendimentos como o da TD Hotéis incentivam o turismo predatório, inviabilizando comercialmente muitos hotéis e pousadas da região.