Início Opinião/Crónica Apesar de tudo, há quem tenha interesse na TAP

Apesar de tudo, há quem tenha interesse na TAP

COMPARTILHE

A Lufthansa ainda nada disse sobre o seu interesse na compra dos 45% de David Neeleman na TAP, mas são vários os jornais europeios que afirmam que o grupo alemão iniciou negociações para comprar 45% do capital da TAP Air Portugal, também membro da Star Alliance, do seu principal accionista privado, David Neeleman.

Refira-se que tudo parece indicar que David Neeleman está bastante interessado em vender sua participação de 45% na TAP, nomeadamente, depois de criticar o Governo sobre a inação deste, que também é proprietário de empresa.

Por outro lado, é tido como certo que a Lufthansa iniciou negociações com David Neeleman sobre esse assunto aliando-se à empresa americana United Airlines.

A TAP, que perdeu 118 milhões de euros em 2018 e 105,6 milhões em 2019 – resultado que a empresa explica pela renovação da sua frota – é detida em 50% pelo Estado Português, 5% por funcionários e 45% pela Atlantic Gateway, um consórcio formado pelo empresário David Neeleman e seu parceiro português Humberto Pedrosa.

Recentemente, um porta-voz da Lufthansa recusou-se a fazer qualquer comentar sobre a “especulação dos jornais”.

E, logicamente, a transportadora aérea de bandeira nacional também não quis comentar.

Entretanto, o fundador da Azul, entre outras companhias aéreas, parece agora apontar as suas baterias para a sua nova empresa aérea nos EUA, a Breese Airways, que deverá entrar em operação até final do ano.