Apesar das multas passageiros e companhias aéreas continuam a desobedecer

Por incrível que pareça – e devia já estar a ser pensado um forte aumento no valor das multas – tanto passageiros como companhias aéreas continuam a prevaricar.

Numa nota divulgada pelo Ministério da Administração Interna (MAI), entre 01 de Dezembro de 2021 e 16 de Janeiro de 2022, não só mais de 2.300 passageiros foram multados por tentarem entrar em Portugal pelas fronteiras aéreas sem teste negativo, como também foram multadas 41 companhias aéreas por embarcarem esses passageiros sem teste negativo ao SARS-CoV-2.

Refira-se, face aos números actualizados pelo MAI, naquele mesmo período foram fiscalizados 1.586.295 passageiros e 15.309 voos, de que resultaram em 2.370 contraordenações.

O controlo nas fronteiras áreas vai prolongar-se até 09 de Fevereiro.