Início VIP Amesterdão vai fechar os ‘coffee-shops’ aos turistas

Amesterdão vai fechar os ‘coffee-shops’ aos turistas

Nos últimos anos, constatamos que a procura de canábis em Amesterdão aumentou enormemente, afirmou a presidente da Câmara de Amesterdão, Femke Halsema.

A autarca, conhecida ecologista, quer proibir a entrada de turistas nos ‘coffee-shops’ da cidade e para tal enviou uma carta ao Conselho Municipal da cidade. A justificação é o de reduzir o poder de atração enquanto local de férias para o turismo das drogas leves.

Femke Halsema disse que a sua proposta é a de uma questão ligada ao aumento dos turistas, em que parte deles integram o “turismo de canábis”, deslocando-se a Amesterdão exclusivamente para consumir a droga.

Amesterdão é uma cidade internacional e queremos receber turistas, mas gostaríamos de turistas que venham pela riqueza da cidade, pela sua beleza, pelas suas instituições culturais, explicou a presidente da Câmara de Amesterdão.

Segundo dados do Ministério da Saúde Pública holandês, Os Países Baixos têm 570 ’coffee-shops’, com Amesterdão a contar com 166, ou seja, 30% do total.



Mais notícias em OPÇÃO TURISMO Siga-nos no FaceBook , Instabram ou no Twitter

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here