Início B2 Algarve: procura de portugueses não chega para salvar o ano

Algarve: procura de portugueses não chega para salvar o ano

O presidente da Região de Turismo do Algarve, João Fernandes, espera que a procura dos portugueses durante o mês de Agosto ajude a colmatar a falta de turistas estrangeiros na região, mas diz que não será suficiente para salvar o ano.

João Fernandes confirmou que o Julho foi o pior mês de sempre para o sector do turismo no Algarve. Habitualmente, na época balnear, entre 15 de Julho e 15 de Agosto, os portugueses são a presença mais expressiva no Algarve, portanto não é de estranhar que assim aconteça este ano, até porque existem neste momento dificuldades acrescidas em viajar para fora do país.

A grande preocupação do responsável tem a ver com a época baixa, a partir de Outubro, já que neste Verão não se poderá falar de época alta no Algarve, cujos números até ao momento apontam para os semelhantes a Novembro de 2019.

– Um destino que é eminentemente internacional, e depende em 75% em termos de dormidas da procura externa, tem um condicionamento muito marcado da falta dessa procura. Apesar de termos ligações a 63 cidades europeias, não têm a mesma expressão que nos anos anteriores. O impacto far-se-á sentir, apesar de estarmos a ter agora nas semanas mais recentes uma procura mais expressiva de portugueses, que vêm colmatar essa falha, disse.

Entretanto, os hoteleiros algarvios estão a antecipar quebras entre os 50 e os 60% nas dormidas durante o mês de Agosto, depois de terem registado uma diminuição entre os 60 e os 70% em Julho, dados confirmados à imprensa pelo responsável pelo turismo do Algarve, que notou também que se está a registar uma quebra acrescida das dormidas em hotéis convencionais e uma maior procura de moradias e tipologias de alojamento isoladas.

Para João Fernandes, é fundamental que o Governo olhe com especial atenção para a região do Algarve. Além disso, pretendia que fosse restabelecido, o mais rapidamente possível, o corredor aéreo com o Reino Unido e Irlanda. É muito importante reatar as ligações sem condicionalismo para a época que se avizinha, com a época de golfe, afirmou.



Mais notícias em OPÇÃO TURISMO Siga-nos no FaceBook , Instabram ou no Twitter