Início B1 AL: grandes quebras de facturação no 1.º trimestre

AL: grandes quebras de facturação no 1.º trimestre

Nós estamos a falar de quebras no primeiro trimestre que andam em torno dos 80% e em alguns casos até superior a 90%, ou seja, nos centros urbanos por exemplo, afirmou Eduardo Miranda aquando da sua intervenção, em videoconferência, na Comissão de Economia, Inovação, Obras Públicas e Habitação, no âmbito da aplicação das medidas de resposta à pandemia de covid-19 e do processo de recuperação económica e social.

O presidente da Associação do Alojamento Local em Portugal (ALEP), disse também que o alojamento local apresentou quebras de facturação de cerca de 80% em Portugal no primeiro trimestre do ano, sendo que os últimos meses da pandemia foram os piores para os empresários.

Eduardo Miranda destacou que as novas medidas foram muito úteis mas a terceira vaga da pandemia tem sido bastante grave para o sector, e explicou:

Ao contrário do que se pensa, no alojamento local, a maior parte dos operadores não tem alternativas, ou seja, 71% são feitos em casas de férias, em zonas de veraneio, montanha e rurais, não há sequer possibilidade de utilização para outro efeito. E mesmo em Lisboa e no Porto mais de metade não pode migrar, mesmo que quisesse, para o arrendamento.

Lembrando que o sector representa, atualmente, 40% das dormidas no país, o presidente da ALEP falou também sobre  as medidas de apoio definidas pelo Governo, considerando não só que houve um avanço como também o facto de que  tem havido muita colaboração com a Secretaria de Estado do Turismo.

Curiosamente, a ALEP informa que o alojamento local cresceu mais nos distritos do interior do que nos do litoral em 2020, devido ao contexto pandémico, tendo Lisboa e Porto estagnado.

No alojamento local, os distritos que mais cresceram foram os distritos do interior, quase os únicos: Bragança, Vila Real e Guarda. Lisboa e Porto estagnaram. Lisboa, inclusive, diminuiu, diminuiu oficialmente 2%, 1%, disse o responsável da associação.

De acordo com o presidente da ALEP, actualmente há 1.800 alojamentos locais anunciados nas plataformas oficiais da associação, mas muitos já terão saído e não deram baixa.



Mais notícias em OPÇÃO TURISMO Siga-nos no FaceBook , Instabram ou no Twitter

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here