Início Aviação AirHelp: Os melhores e piores destinos para as férias da Páscoa

AirHelp: Os melhores e piores destinos para as férias da Páscoa

COMPARTILHE

 

A AirHelp, empresa especializada na defesa dos direitos dos passageiros aéreos, analisou o período da Páscoa de 2017 (entre 8 e 17 de abril) para perceber quais são os destinos de eleição e quais as probabilidades de surgirem imprevistos, pois as férias nem sempre começam da melhor maneira.

Analisando o top 10 dos destinos internacionais escolhidos por quem parte de Portugal encontramos apenas cidades europeias, talvez devido à maior proximidade e acessibilidade dos preços dos bilhetes. Madrid, Paris e Londres lideram no número de voos, com 260, 250 e 180 partidas, respectivamente. O estudo também permite apurar quais os destinos com maior probabilidade de sofrer atrasos, tendo em conta a taxa de pontualidade (este parâmetro compreende o número de voos que chegaram ao destino antes ou dentro do horário previsto ou com um atraso inferior a 15 minutos).

Pela positiva, destacam-se Frankfurt e Genebra, com uma taxa de pontualidade de cerca de 90%. Por outro lado, Bruxelas apresenta a pior performance: cerca de 29% dos voos chegaram ao destino com atraso. Pela negativa, realce também para Londres (Gatwick) e Amesterdão (Schiphol), com 25% e 22% dos voos a chegarem com atraso.

Ainda segundo o mesmo estudo, no período da Páscoa de 2017, a sexta-feira Santa foi o melhor dia para viajar, pois 91% dos voos chegaram ao destino dentro do horário previsto. Por outro lado, a quarta-feira antes da Páscoa foi o dia mais propício a perturbações: cerca de 25% dos voos chegam ao destino com atraso.

O pior horário para viajar é ao princípio da tarde – cerca de 25% dos voos que partem entre as 12h00 e as 15h59 aterram fora de horas. Quem pretende mesmo chegar a horas ao destino, o melhor é marcar viagem com partida de manhã ou durante a noite. Os horários das 06h00/11h59 e 22h00/05h59 surgem no topo da pontualidade, com uma taxa de sucesso de cerca de 83%.