Início B1 Air France-KLM pondera pedir mais dinheiro para recapitalização

Air France-KLM pondera pedir mais dinheiro para recapitalização

A Air France-KLM está a ponderar pedir mais dinheiro aos seus principais accionistas e aos governos da França e da Holanda para recapitalização, segundo revelou o CEO do grupo, Ben Smith, em entrevista.

O grupo aéreo já recebeu uma ajuda de quase 1,5 milhões de euros dos dois governos para se manter vivo por pelo menos um ano nas actuais condições de mercado de baixíssima procura, mas quer mais com vista à sobrevivência nos próximos anos.

Para já, a Air France anunciou um corte de 7.500 postos de trabalho enquanto a KLM prevê reduzir o seu pessoal, de 33 mil trabalhadores antes da crise da Covid-19, em aproximadamente 20% no próximo ano.

Em entrevista ao diário L’Opinião, Ben Smith disse que a ajuda dos governos francês e holandês é suficiente para manter as companhias em funcionamento durante pelo menos 12 meses, o problema será o depois. Por isso, estamos a discutir com os nossos accionistas como reforçar as nossas contas para além desse período.

De acordo com o executivo, as esperanças de uma recuperação nas viagens na Europa foram abaixo no final do Verão, tendo em conta restrições de viagens para vários países e regimes de quarentena, que considerou desproporcionais.

O sector também, de acordo com o CEO da Air France-KLM, está a enfrentar novas pressões regulatórias e impostos verdes , à medida que a União Europeia e os Estados membros pressionam para reduzir as emissões de gases de efeito estufa. Além disso, existem propostas em França com vista ao aumento de impostos às companhias aéreas francesas, que considerou irresponsáveis e catastróficas, levando para tal a milhares de despedimentos.

O grupo já disse que, face a esta situação, vai ter de estacionar alguns dos seus aviões.



Mais notícias em OPÇÃO TURISMO Siga-nos no FaceBook , Instabram ou no Twitter