Início Opção Turismo Air France-KLM: cortes nos custos para poder sobreviver

Air France-KLM: cortes nos custos para poder sobreviver

O ministro das Finanças holandês, Wopke Hoekstra, alerta que a Air France-KLM vai ter de efectuar cortes para poder sobreviver à crise.

Actualmente, o futuro imediato da companhia aérea foi assegurado pelos governos da Holanda e de França no passado mês de Julho, quando providenciaram um total de 10,4 mil milhões de euros em empréstimos de resgate.

A Air France-KLM pode não sobreviver à crise que está a assolar o sector da aeronáutica, se não diminuir os custos que tem actualmente, disse o ministro holandês.

– A sobrevivência da Air France- KLM não é uma garantia, assumiu o ministro à televisão estatal holandesa, para acrescentar que o grupo terá de rever a sua base de custos. Supondo que esta situação dure até ao final do ano que vem, eles terão de cortar ainda mais, assumiu Hoekstra.

A KLM assumiu que iria cortar 1.500 empregos, reduzindo os quadros dos funcionários em 20%, enquanto os aumentos salariais que estavam previstos para este ano foram congelados pela empresa por tempo indefinido. Por sua vez, a parte francesa comprometeu-se a cortar 6.500 postos de trabalho, o equivalente a 16% da sua força de trabalho, até 2022.



Mais notícias em OPÇÃO TURISMO Siga-nos no FaceBook , Instabram ou no Twitter