COMPARTILHE

A literatura portuguesa foi recentemente homenageada pela TAP.

A companhia aérea portuguesa baptizou um dos seus novos Airbus A320neo, com a matrícula CS-TVB, com o nome “Agustina Bessa-Luís”, em homenagem à que é considerada uma das maiores escritoras do mundo literário português contemporâneo.

O novo avião batizado de “Agustina Bessa-Luís” junta-se assim às personalidades já homenageadas pela companhia na sua frota do médio curso, onde figuram nomes que vão de José Saramago a Júlio Pomar, de Luís Vaz de Camões a Manoel de Oliveira, de Fernando Pessoa, a Gil Vicente, Eusébio ou Zé Pedro.

Um dia depois, novo Airbus A330neo foi baptizado com o nome de D. Dinis,  o rei que definiu as fronteiras de Portugal e ficou conhecido também como o rei Poeta e o rei Lavrador.

Recorde-se que o Tratado de Alcanizes, assinado por D. Dinis e D. Fernando IV, rei de Castela, a 12 de Setembro de 1287, delimitava o país quase com a mesma dimensão que se conhece actualmente.

O interesse do rei pelas artes e as letras atribui-lhe o cognome de rei Poeta e fez com que a sua corte fosse considerada um dos centros literários mais notáveis da Península Ibérica na época. Na sequência do seu interesse, D. Dinis estabeleceu o português como língua oficial do reino e foi o responsável pela fundação da primeira Universidade de Portugal.

Durante o seu reinado, fomentou também o comércio, a economia e a agricultura, as iniciativas que implementou nesta última actividade conferiu-lhe um segundo cognome: Rei Lavrador. Foi ainda o grande impulsionador da construção naval, fundando e expandindo a marinha portuguesa.