Início Vinhos Fiuza, conhece-se pela casta

Fiuza, conhece-se pela casta

A Família Mascarenhas Fiuza dedica-se à vitivinicultura há mais de um século.

A empresa iniciou a sua actividade no início do século XX.

Joaquim Mascarenhas Fiuza, filho de D. Luísa Mascarenhas (irmã do 10º Marquês de Fronteira e do 9º Marquês de Alorna) começou a produzir vinho com o seu tio nas propriedades da família Mascarenhas Fiuza que há séculos que tem quintas na região.

Em 1986 é constituída uma parceria entre o produtor de vinhos Joaquim Mascarenhas Fiuza e o enólogo australiano Peter Bright. Dessa parceria, “nasce” a empresa Fiuza & Bright.

Pioneira na produção das castas francesas em Portugal, a Fiuza & Bright produz nas suas duas quintas (Quinta da Requeixada e Quinta da Granja) as principais castas portuguesas como a Touriga Nacional, Aragonez, Arinto, Vital, Fernão Pires ou o Alvarinho e também algumas das principais castas francesas como o Alicante Bouschet, o Cabernet Sauvignon, o Merlot, Syrah, o Chardonnay ou o Sauvignon Blanc.

As suas vinhas situam-se na região do Tejo, na região demarcada de Santarém e de lá têm saído alguns dos melhores vinhos portugueses, que são produzidos exclusivamente na sua Adega em Almeirim.

Para além dos vinhos a paixão da Vela

Joaquim Mascarenhas Fiuza tal como os seus vinhos conquistou diversas medalhas.

Em boa verdade, pode dizer-se que o seu dia-a-dia se dividia entre a actividade vitivinícola e a Vela, nomeadamente na categoria “Star”.

Enquanto atleta, protagonizando participações vitoriosas nas mais variadas provas e países, destacou-se sobretudo nos Jogos Olímpicos de Berlim, em 1936, de Londres em 1948 e em 1952, em Helsínquia, onde conquistou a merecida Medalha de Bronze.

Nesse mesmo ano (1952), em dupla com Rebelo Carvalho, conseguiu o quarto lugar no Campeonato do Mundo.

Mais tarde, 1957 e 1958, concretizou um sonho de ser campeão da Europa.

Refira-se ainda que Joaquim Mascarenhas Fiuza foi por nove vezes campeão nacional na modalidade.

E para esta semana os vinhos propostos pela empresa Fiuza & Bright, logicamente da “família” Fiuza são o Fiuza Sauvignon Blanc e o Fiuza Rosé

Fiuza Sauvignon Blanc

A Fiuza dedica-se à produção de vinho há quase um século, produzindo vinhos complexos e gastronómicos.

Pioneira no estudo das castas internacionais, especializou-se em vinhos estremes. Hoje, essas castas são também casadas com as melhores castas portuguesas, criando vinhos únicos, produzidos a partir das uvas provenientes das suas quintas na região do Tejo.

Este vinho pertence à nossa gama de vinhos Monocastas, produzido para expressar as melhores características da casta Sauvignon Blanc no nosso Terroir.

CARACTERÍSTICAS:

Classificação: Vinho Regional Tejo
Tipo de Vinho: Branco
Castas: Sauvignon Blanc
Colheita: 2020
Teor Alcoólico (vol.): 12%
Total Acidez Total: 6,75 g/l
pH: 3,26
Açúcar Residual: 0,6 gl
Vindima: Agosto
Tipo de Solo: argilo-calcáreo
Vinificação: Estágio sobre borras finas.

NOTAS DE PROVA

Cor: Amarelo esverdeado.
Aroma: Aromas herbáceos e fruta tropical, com um toque de espargos.
Paladar: Fresco, com notas de maracujá e excelente estrutura. Acidez marcada com um final longo.
Temperatura de consumo: 11ºC – 13ºC
Gastronomia: Excelente como aperitivo e recomendado para acompanhar peixe grelhado, marisco, saladas com queijo de cabra e feta, espargos, abacate e cozinha tailandesa. Acompanha também com carnes brancas.

Fiuza Rosé

Este vinho pertence à nossa gama de vinhos de lote, produzido a partir das castas Cabernet Sauvignon e Touriga Nacional.

CARACTERÍSTICAS:

Classificação: Vinho Regional Tejo
Tipo de Vinho: Rosé
Colheita: 2019
Teor Alcoólico (vol.): 12%
Total Acidez Total: 5,99 g/l
pH: 3,45
Açúcar Residual: 1,5 g/l
Castas: Cabernet Sauvignon, Touriga Nacional
Vindima: Início Setembro
Tipo de Solo: argilo-calcáreo
Vinificação: Leve prensagem das uvas tintas seguida de fermentação em cuba.

NOTAS DE PROVA

Cor: Rosa salmão.
Aroma: Notas florais e violeta, combinado com um toque a morango.
Paladar: Fresco, com fragrâncias a frutos silvestres. Final elegante e extremamente fresco.
Temperatura de consumo: 11ºC – 13ºC
Gastronomia: Excelente como aperitivo e recomendado para acompanhar peixe grelhado, marisco e refeições leves.



Mais notícias em OPÇÃO TURISMO Siga-nos no FaceBook , Instabram ou no Twitter