Início VIP Ter ou não ter RNAVT – Parte II

Ter ou não ter RNAVT – Parte II

Naquilo a que chamo de folhetim tipicamente português (publicado recentemente, sob o título “Ter ou não ter RNAVT, eis a questão”) tendo, no entanto, como protagonistas, as agências de viagens e a Lei, parece ter-se encerrado um primeiro capítulo porque – e certamente à revelia – a empresa (e não agência de viagens) continua a apresentar um “pseudo” RNAVT na sua webpage, como se pode verificar pela imagem em anexo. Pelo menos, até ontem, domingo. E hoje?

 

Todavia e embora ninguém dos corpos sociais tivesse dito ao Opção Turismo o teor de um comunicado, dito interno, mas que já circula em quase todas as redes ligadas ao turismo e agências de viagens, a ASGAVT assumiu e corrigiu todos os factos apontados pelo jornal. Claro que o poderia ter feito mais cedo; mas mais vale tarde do que nunca.

Assim, tomamos conhecimento que a Summermoon, representada por Maria do Céu Machado apresentou a sua demissão do cargo de presidente do Conselho Fiscal à presidente da Assembleia Geral da ASGAVT, Lídia Ricardo Leal, que a aceitou de imediato. O novo presidente do Conselho Fiscal é João Miguel Custódio.

Agora apenas resta também saber se a ASGAVT mantém a Summermoon (que persiste no crime) como seu membro e, caso isso aconteça, qual o enquadramento. Como empresa na área do turismo – não necessariamente “agência de viagens”, o leitmotif da associação? -, como consta nos seus estatutos?

E finalmente, sendo uma contraordenção grave, como se pronuncia o Turismo de Portugal e a ASAE? E já agora, como se pronunciam os fornecedores desta empresa, agora que é pública a sua situação…

LM

 



Mais notícias em OPÇÃO TURISMO Siga-nos no FaceBook , Instabram ou no Twitter

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here