COMPARTILHE

Dados da Associação dos Industriais de Aluguer de Automóveis sem Condutor (ARAC) indicam um crescimento no sector, o que se reflectiu num investimento de 1,3 mil milhões de euros no reforço da frota – no pico da actividade atingiu as 100 mil viaturas – e uma facturação a rondar os 700 milhões de euros no rent-a-car e no rent-a-cargo.

Segundo os dados da ARAC foram celebrados cerca de 2,5 milhões de contractos, correspondentes a cerca de 25 milhões de dias de aluguer. No entanto o crescimento dos contractos e dias de aluguer foi contrabalançado pela diminuição da receita média por viatura (RPD). Isto porque, este ano, os turistas optaram por viaturas de segmentos inferiores.

Mais notícias em OPÇÃO TURISMO Siga-nos no FaceBook