Início B2 1º semestre: tráfego aéreo continua a cair nos aeroportos portugueses

1º semestre: tráfego aéreo continua a cair nos aeroportos portugueses

Os últimos dados divulgados pela ANAC dão conta que nos primeiros seis meses deste ano os aeroportos portugueses movimentaram 4,46 milhões de passageiros, total que compara com 25,4 milhões no período homólogo de 2019, pré-pandemia.

A autoridade aeronáutica portuguesa indica que só em Junho, as maiores quebras tiveram lugar nos aeroportos de Lisboa (-74%) e Faro (-71%), mês em que foram movimentados 1,62 milhões de passageiros.

Mesmo assim, no mês em análise, Lisboa manteve-se o maior aeroporto português no mês de Junho, com 760 mil passageiros, seguido pelo Porto, com 443,1 mil (-63%), por Faro, com 313 mil, pelo Funchal, com 144,2 mil (-49%), e por Ponta Delgada, com 104,3 mil, com uma descida de 51%.

De acordo com a ANAC, a low cost Ryanair foi a companhia que mais passageiros transportou de e para Portugal no mês de Junho, destronando a TAP.

Dados publicados pela ANAC, mostram que a Ryanair movimentou nos aeroportos portugueses quase 393 mil passageiros durante o passado mês de Junho, mais 40 mil que a TAP. A primeira teve uma quebra de tráfego de 60%, e a segunda 78%.

Refira-se que em Junho de 2019, a TAP liderava com 1,59 milhões de passageiros, enquanto a Ryanair teve 981,4 mil.



Mais notícias em OPÇÃO TURISMOSiga-nos no FaceBook , Instabram ou no Twitter