Início Vinhos 100 anos a produzir vinhos no Dão

100 anos a produzir vinhos no Dão

Hoje e durante esta semana vamos falar da família Monteiro Albuquerque e dos vinhos produzidos na Quinta dos Monteirinhos.

Começamos por salientar que a família Monteiro Albuquerque produz vinhos no Dão há mais de 100 anos e ao longo de sete gerações.

O nome de Monteirinhos “nasce” pelo facto de os conterrâneos da família na aldeia tratarem, de forma carinhosa, os membros mais novos da família de “Monteirinhos”.
Na origem da Quinta dos Monteirinhos está António Monteiro Albuquerque, que esteve na fundação da Adega Cooperativa, Grémio da Lavoura, Cooperativa da Maçã e Lagar de Azeite em Mangualde.
Na sequência do falecimento de Miguel José Monteiro Albuquerque, pai dos actuais proprietários, um homem que durante cerca de 30 anos se dedicou a ‘fazer’ vinhos em várias adegas da região do Dão, a quinta geração da família decidiu, em 2006, alterar o modelo de negócio agrícola tradicional.
Assim, a Quinta dos Monteirinhos decidiu criar uma marca própria, reestruturou as vinhas da família e construiu uma nova Adega para produzir vinhos de referência no Dão, com a assinatura de Hugo Chaves de Sousa, um dos enólogos em destaque na região.

A Quinta dos Monteirinhos é uma empresa familiar, que produz vinhos para a Gama Premium, estando a adega sedeada em Moimenta de Maceira Dão, Mangualde.

Os 10 hectares de vinhas encontram-se a cerca de 450 metros de altitude, no granítico Planalto Beirão, com vista sobre a Serra da Estrela, e produzem os vinhos Quinta dos Monteirinhos, a saber:

– três tintos Reserva Pai Miguel(100% Touriga Nacional), Reserva Manel Chaves (100% Touriga Nacional) e Menino Afonso (Touriga Nacional, Tinta Roriz e Jaén);

– dois Brancos Reserva Avô António(100% Encruzado), Avó Fernanda(Encruzado, Malvasia Fina, Cerceal e Bical);

– um Rosé, Rosa Maria(100% Touriga Nacional);

– dois Espumantes Brut Nature, Monteirinhos Rosé e Monteirinhos Blanc de Noirs.

Vinhos da Quinta dos Monteirinhos seleccionados

Menino Afonso é um blend tinto composto pelas principais castas da região do Dão: Touriga Nacional (60%), Tinta Roriz (20%) e Jaen (20%).

Um vinho complexo a frutos vermelhos que estagiou 15 meses em barricas de carvalho francês.

Este tinto é excelente para acompanhar pratos de carne e peixe no forno.

Deve ser aberto 15 minutos antes de ser consumido a uma temperatura de 16º-18ºC.


Avô António é um 100% Encruzado, que estagiou nove meses em barrica de carvalho francês.

Tem aromas cítricos e minerais, é equilibrado na acidez, volume e estrutura.

Este branco é excelente para acompanhar peixes, mariscos, queijos e saladas.

Deve ser consumido a uma temperatura de 6 a 10°C.


Rosa Maria é um 100% Touriga Nacional, um vinho seco, mineral e refrescante, com notas elegantes a frutos vermelhos.

Este Rosé é excelente para acompanhar peixes, mariscos, queijos e saladas.

Deve ser consumido a uma temperatura de 4 a 6°C.

 

—–

Patrocínio da empresa



Mais notícias em OPÇÃO TURISMO Siga-nos no FaceBook , Instabram ou no Twitter