Início noticias Icelandair: Dois milhões de passageiros no primeiro semestre

Icelandair: Dois milhões de passageiros no primeiro semestre

A Icelandair transportou, no primeiro semestre deste ano, dois milhões de passageiros, 7% mais do que no ano passado. Em junho de 2024, a companhia aérea da islandesa transportou 514 mil passageiros, uma diminuição de 1% em comparação com o mês homólogo de 2023. Durante este mês, 31% dos passageiros viajaram para a Islândia, 15% viajaram a partir da Islândia, 49% viajaram em trânsito e 4% viajaram dentro do país. O load factor foi de 83%, e a pontualidade foi de 85,2%, aumentando 14,5 pontos percentuais em relação ao ano anterior.

Houve uma mudança notável na composição dos passageiros da empresa, com um aumento de 15% no número de passageiros em trânsito em junho, enquanto o número de passageiros que viajaram para a Islândia diminuiu em comparação com o ano anterior. Isto mostra claramente a flexibilidade da rede de rotas da Icelandair, que oferece a possibilidade de mudar o foco de um mercado para outro conforme a procura varia. Neste caso, com a procura para a Islândia mais fraca, a empresa aumentou significativamente o número de passageiros em trânsito.

“Em junho, transportámos um número de passageiros semelhante ao do ano passado, mas vemos uma diminuição na procura para a Islândia em comparação com o ano passado. Como antes, aproveitámos a flexibilidade da nossa rede de rotas e aumentámos o foco nos passageiros em trânsito, com metade dos nossos passageiros a viajar através do Atlântico com uma curta ligação na Islândia”, afirmou Bogi Nils Bogason, presidente e CEO da Icelandair.

“A Icelandair é uma pequena companhia aérea num mercado muito competitivo no Atlântico Norte. Por isso, foi muito interessante ver uma análise recente que revelou que somos a companhia aérea que opera mais voos transatlânticos com aeronaves narrowbody. Aqui reside a nossa principal vantagem competitiva. Aproveitamos a localização geográfica da Islândia para oferecer voos frequentes entre mais de 50 destinos na Europa e na América do Norte com uma ligação na Islândia em aeronaves menores e mais económicas do que muitas das nossas companhias aéreas concorrentes podem fazer. Usámos esta vantagem para iniciar serviços para destinos que têm poucas ligações internacionais, oferecendo assim as melhores rotas através do Atlântico. Exemplos recentes de destinos que têm sido particularmente bem-sucedidos são Raleigh-Durham, Detroit e Pittsburgh nos Estados Unidos”, disse Bogi Nils Bogason.

“Estamos muito satisfeitos em ver uma contínua excelente pontualidade, que se deve a um forte foco e ao trabalho extraordinário da equipa da Icelandair. A pontualidade é um fator muito importante que contribui para o aumento do feedback positivo que temos recebido nas pesquisas de experiência dos passageiros”, concluiu.