Início principal Vila Galé Isla Canela: Mercado português domina início de operações

Vila Galé Isla Canela: Mercado português domina início de operações

20MAI24 – No dia em que aconteceu a inauguração do Vila Galé Isla Canela, o Opção Turismo entrevistou Pedro Ribeiro, diretor de Marketing e Vendas do Grupa Vila Galé.

Apesar do hotel estar em pleno funcionamento, a verdade é que apesar dos serviços já terem o cunho Vila Galé, o cliente habitual do grupo ‘sente’ que ainda falta algo ligado á marca. E isso, está patente na decoração dos quartos, muito embora estejam apetrechados com de todas as comodidades. No entanto, existem já quatro quartos, totalmente prontos e de diferentes tipologias. Apresentam uma decoração ligada aos ídolos dos anos 60-80, cujas músicas podem ser ouvidas através de um QR code.

No evento, entre os muitos convidados de ambos os países, destaque-se nomeadamente a presença de agentes de viagens portugueses e espanhóis, nomeadamente de Ayamonte e Huelva, cidade espanhola onde se irá realizar o próximo congresso da APAVT. O mote para começar esta entrevista.

Opção Turismo – O congresso da APAVT vai acontecer em Huelva, em dezembro. Portanto, aqui bem perto, ou seja, em Isla Canela. Pensa a Vila Galé, nomeadamente o Vila Galé Isla Canela fazer alguma apresentação do hotel durante esse evento?

Pedro Ribeiro – Para já ainda é cedo para dar uma resposta. Para já, ainda não está definido qual vai ser a nossa envolvência no Congresso da APAVT.

Note-se que daqui a Huelva é cerca de uma hora. Provavelmente, a Vila Galé teríamos muito gosto em que existisse esse congresso aqui. O hotel tem condições para isso. No entanto, ainda estamos a desenvolver alguns contatos. Inclusive, o Ricardo Figueiredo, diretor executivo da APAVT, vai estar na inauguração do hotel. Vamos a ver, a disponibilidade da APAVT.

Mas é óbvio que se não conseguimos que venham cá, vamos tentar nós fazer alguma coisa. Temos todo o interesse disso, até porque somos parceiros desde a primeira hora da APAVT, temos um grande apreço pela associação dos agentes de viagem e achamos que é uma boa oportunidade para apresentar aos profissionais portugueses este hotel.

Opção Turismo – Em relação a este hotel, quais são os principais mercados geográficos que pensam ter ou “atacar”?

Pedro Ribeiro – Obviamente os dois primeiros serão o português e o espanhol. Depois, já numa segunda ordem de importância, teremos o alemão e o inglês.

Qual vai ser a ordem para começar? Neste momento está a ser uma surpresa, porque estamos a ter uma grande predominância do mercado português sobre o espanhol. Mas, tradicionalmente, o mercado espanhol sempre foi superior ao português por aqui. Vamos ver o que é que o futuro nos traz.

Todavia, devido à notoriedade que a marca Vila Galé tem no mercado nacional, posso dizer que o mercado nacional disparou em termos de reservas, apesar de o hotel só ter aberto no passado dia 15 de abril.

Opção Turismo – Qual foi a recetividade que teve junto dos portugueses, nomeadamente da rede Vila Galé?

Pedro Ribeiro – Foi muito forte, ou seja, para dar uma ideia, no feriado do 25 de Abril tivemos 90% de ocupação com portugueses. Realmente, a resposta do cliente Vila Galé, ou seja, do nosso cliente frequente, através da comunicação normalmente fazemos foi imediata. E também quase o mesmo com os nossos canais de transmissão, via operadores turísticos nacionais.

Opção Turismo – E mantém-se essa procura?

Pedro Ribeiro – Sim! Neste momento, 80% das reservas que temos são do mercado português. E não só para o verão. O mesmo se passa agora com os fins de semana que estão a ter já uma procura grande no mercado nacional. Por exemplo,  para os feriados de junho, estamos com ocupações já altas com o mercado português. Em julho e agosto.

Opção Turismo – E como tem reagido o mercado espanhol?

Pedro Ribeiro – O mercado espanhol está a começar agora a manifestar-se de maneira positiva. Como já tinha conhecimento deste hotel, então gerido por uma marca espanhola, e sabendo da renovação, os então clientes habituais do antigamente começaram a voltar.

Era um hotel que já existia e onde vinham passa férias de verão, embora gerido por uma marca espanhola. Sabendo da renovação e entrada em operação, esses clientes regulares voltaram, nomeadamente para as férias de verão. Alguns tinham até reservas feitas anteriormente e agora voltaram a reservá-lo.

Opção Turismo – E quanto a nichos de mercado?

Pedro Ribeiro – Por enquanto não existe nenhum. Estramos a trabalhar com todos. No entanto, é nossa intenção dar atenção ao golfe, uma vez existem bastantes campos, quer nesta região, quer no Algarve.

Opção Turismo – O hotel está em pleno funcionamento embora a Vila Galé esteja a fazer grandes renovações, sendo as maiores nos últimos meses do ano. Quando pensam que ficará totalmente operacional?

Pedro Ribeiro – Sim. O hotel está a fazer uma remodelação praticamente total. Neste momento, o projeto será concluído em 2026, com a reabertura do hotel totalmente renovado em abril de 2026. No entanto, vamos tentar antecipar essa abertura.

Ou seja, vamos conversar com o proprietário para ver se antecipamos um ano na remodelação total dos quartos. Em termos de áreas públicas, neste momento, apenas falta a piscina e pouco mais.

Em relação aos quartos e suítes, num total de 300, a ideia é sempre que essa remodelação tenha pouco impacto na operação das épocas média e alta. Então ver se conseguimos avançar com um projeto para no próximo inverno remodelarmos o maior número possível de quartos.

Opção Turismo – Quais são os principais canais de distribuição? Direto, BedBanks, operadores turísticos…?

Pedro Ribeiro – Neste momento, e devido à resposta imediata do mercado nacional, posso dizer que foi o direto, nomeadamente o nosso canal direto, desde a nossa central de reservas ao nosso booking engine do nosso site. Mas estamos certos que a partir de agora vai começar a distribuição um pouco mais tradicional e vamos estar em números parecidos com os que nós temos no Algarve, ou seja, 30% distribuição direta e 70% via canais de distribuição.

Opção Turismo – O Vila Galé Isla Canela vai operar no mesmo modelo dos hotéis Vila Galé no Algarve?

Pedro Ribeiro – Sim, para nós este hotel está totalmente incluído dentro da nossa gestão normal. Ou seja, é como se fosse um hotel da rede e que estivesse localizado no Algarve. Permitimos que a direção de operações esteja incluída na direção de operações do Algarve. Obviamente, estamos a levar em consideração algumas particularidades do modelo de Espanha, quer em termos administrativos, quer em termos comerciais, quer em termos operacionais. Mas está incluído realmente dentro dessa situação da gestão do Algarve.

Opção Turismo – Quais as perspetivas de futuras unidades em Espanha?

Pedro Ribeiro – O nosso presidente, Jorge Rebelo de Almeida, tem apontado sempre que teria muito gosto em ter um hotel em Sevilha e outro em Madrid. Vamos ver se realmente esse caminho se vai concretizar e se acontece a curto prazo. É esse, de momento o nosso foco.

O Vila Galé Isla Canela

A abertura do Vila Galé Isla Canela assinala a chegada da marca portuguesa a Espanha. Este resort com acesso direto à praia, em plena Costa de la Luz, Huelva, instalou-se num edifício de arquitetura e decoração de influência árabe, ideal para desfrutar dos deslumbrantes areais da região.

Neste resort em Isla Canela, que tem Immaculada Muñoz como diretora, toda a oferta de animação e gastronomia foi pensada para casais e famílias, com várias opções de alojamento – ‘tudo-incluído’, meia-pensão, apenas pequeno-almoço. Mas também há opções e facilidades para eventos corporativos, uma vez que o Vila Galé Isla Canela dispõe de salas de reuniões e estacionamento.

Refira-se ainda que a remodelação do Vila Galé Isla Canela, que acontece em várias fases, está a ser feita por uma empresa do grupo espanhol Pryconsa.

Algumas características a destacar no hotel:

– 300 quartos com varanda;

– 2 restaurantes: Versátil, com serviço buffet, e pizzaria Massa Fina, com gastronomia italiana;

– 3 bares: Fidelio, Soul & Blues e o Splash, na piscina;

– Piscinas exteriores para adultos;

– Clube Nep com piscina e parque infantis e atividades para crianças;

– Satsanga Spa & Wellness com piscina interior, salas de massagens e ginásio;

– Salão de eventos com capacidade para 450 pessoas;

– Acessos para pessoas com mobilidade reduzida;

– Parque de estacionamento.