Início principal Portugal: o terceiro país europeu com mais problemas de pontualidade

Portugal: o terceiro país europeu com mais problemas de pontualidade

11JAN24 – Após o interregno causado pela pandemia, e ainda longe de recuperar os números de 2019 – quase 950 milhões de viagens – o turismo continua a registar um crescimento com o passar dos anos. Em 2023, registaram-se mais de cinco milhões de voos com origem num país europeu, o que significa que mais de 750 milhões de passageiros voaram a partir de aeroportos europeus. Isto reflete um aumento de mais de 100 milhões de viajantes em relação ao ano passado.

Nesta análise efetuada pela AirHelp conclui-se que, na Europa, mais de 230 milhões de passageiros tiveram problemas com o horário dos seus voos e 15 milhões viram os seus voos cancelados. Em resultado destas perturbações, 17 milhões de passageiros que voaram a partir de aeroportos europeus em 2023 têm direito a uma indemnização financeira ao abrigo da EC261, que regula os voos com partida da UE.

De acordo com a análise realizada pela AirHelp, dos países europeus com maior tráfego aéreo, Portugal é dos que apresenta uma maior taxa de voos atrasados. Só em 2023, mais de 80 mil voos sofreram algum tipo de perturbação – cancelamento ou atraso – afetando mais de 11 milhões de passageiros, ou seja, 36% dos mais de 32 milhões que viajaram a partir de Portugal. Tendo em conta estes números, mais de 770 mil passageiros tornaram-se elegíveis na obtenção de compensações, de acordo com o Regulamento CE 261/2004.

E os outros países europeus?

Malta encabeça a lista dos países com mais passageiros afetados por atrasos e cancelamentos: mais de três milhões de passageiros passaram por este país europeu e apenas 60% pode desfrutar do seu voo sem incidentes. Em segundo lugar, encontra-se a Turquia: dos mais de dois milhões de passageiros que voaram a partir da Turquia, 61% registou algum tipo de perturbação no seu voo. O pódio termina com a presença de Portugal.

Do lado contrário, e do ponto de vista da pontualidade, a Lituânia, a Noruega e a Albânia destacam-se pelo bom desempenho dos seus aeroportos. 80% dos 2 milhões de passageiros que apanharam um voo da Lituânia chegaram ao seu destino a tempo; dos 28 milhões de passageiros que voaram a partir de aeroportos noruegueses, 79,4% partiram a tempo; e o mesmo aconteceu com 78,8% dos 2,5 milhões de passageiros que iniciaram a sua viagem na Albânia.

Espanha é o país europeu com mais voos registados

Em termos de tráfego aéreo, Espanha é o país europeu com mais voos registados – mais de 800 mil voos – e mais movimentos de passageiros – mais de 120 milhões – em 2023. Espanha tem vindo a aumentar consideravelmente a sua atividade aérea, no entanto, também tem vindo a piorar os seus registos de pontualidade. Em segundo lugar, encontramos a Alemanha com  mais de 650 mil voos, 95 milhões de passageiros e 67% de pontualidade; a França em terceiro lugar, com mais de 600 mil voos, 90 milhões de passageiros e 65% de pontualidade.

Companhias aéreas preferidas pelos europeus

Todos os passageiros têm preferências quando se trata de viajar e, de acordo com os registos da AirHelp, os europeus parecem ser os que mais procuram soluções low cost.

A este respeito, a companhia aérea mais popular para viajar a partir da Europa é a Ryanair. Esta companhia aérea irlandesa regista mais de 750 mil voos operados e mais de 125 milhões de viagens – o dobro da segunda companhia aérea mais movimentada.

No entanto, aqueles que pretendem poucas surpresas na hora do seu voo devem optar pela Eurowings: a companhia aérea de baixo custo do Grupo Lufthansa tem uma taxa de pontualidade de aproximadamente 93%.

Por outro lado, como tem vindo a ser habitual, os meses de verão continuam a ser os de maior tráfego aéreo e, consequentemente, os de maior taxa de interrupção de voo. Durante o mês de julho de 2023, 85 milhões de passageiros passaram por um aeroporto europeu. No mesmo mês, registou-se a maior taxa de falta de pontualidade do ano: 38,20% dos passageiros sofreram algum tipo de interrupção da sua viagem.