Início noticias Noel Cavaco Dias: “Na Hotelaria, a paixão, o interesse e a dedicação...

Noel Cavaco Dias: “Na Hotelaria, a paixão, o interesse e a dedicação continuam a ser primordiais”

A ADHP-Associação dos Diretores de Hotel de Portugal assinalou o seu 50.º aniversário, entre outras ações, com um jantar comemorativo da efeméride que decorreu no dia 11 de novembro no Intercontinental Lisbon.

Recorde-se que a ADHP foi fundada em 24 de outubro de 1973 pela mão de 11 diretores de hotel que tinham como objetivo não só promover as suas unidades e as regiões que integravam como também criar pontes e partilhar conhecimento entre si, algo que permanece no cerne da missão e ação da ADHP.

No decorrer do jantar, antigos presidentes foram distinguidos com a medalha de mérito da ADHP, como reconhecimento do trabalho desenvolvido na associação e no turismo.

Um dos diretores homenageados foi Noel Cavaco Dias, presidente da Assembleia Geral da atual direção da ADHP e presidente da ADHP entre 2004 e 2007, exercendo agora as funções de diretor geral do Riviera Hotel, em Carcavelos. Foi com ele que o Opção Turismo trocou algumas impressões dobre a sua carreira na Hotelaria e no Turismo.

“Tudo começou a partir dos 16 anos durante as férias de Verão e com a vontade de ganhar dinheiro. Como o meu pai trabalhava em Hotelaria e vivíamos no Algarve, durante os três meses de Verão ia sempre trabalhar em unidades hoteleiras. No final do ano letivo em que terminei o 12º ano fui trabalhar como mandarete/bagageiro, e posteriormente rececionista para a Quinta do Lago”.

Aos poucos apercebeu-se que não só o seu trabalho era apreciado como “genuinamente” gostava do que fazia. Foi nessa altura que decidiu que era aquilo que queria fazer “para o resto da vida”.

A vontade de “dirigir” apareceu naturalmente pelo que se candidatou à Escola de Hotelaria e Turismo do Porto (EHTP), que era a única em Portugal, na altura, com curso de Gestão Hoteleira.

“Quando terminei o curso trabalhei uns anos no Algarve na área de F&B, como assistente primeiro e depois como diretor. Depois com a abertura do Hotel Méridien em Lisboa, (atual Intercontinental Lisbon) regressei à área de alojamento, como chefe de Receção”. E, a partir daqui, vou um andar sempre para a frente.

Passou-lhe alguma vez pela cabeça desistir da Hotelaria?

– “Houve obviamente momentos menos bons, mas desistir nunca foi uma opção. Todas as outras profissões que conseguia lembrar-me, me pareciam bastante menos interessantes, e eu gostava verdadeiramente do que fazia”.

Está contente e realizado com as experiências que teve ao longo da sua carreira?

– “Sim, bastante! Trabalhei em ótimos grupos nacionais e cadeias internacionais, quer em Portugal, quer no estrangeiro. Para além da minha longa carreira como director geral, tive a oportunidade de exercer funções de responsabilidade departamental em alojamento, F&B, Comercial, bem como formações complementares em Finanças e Recursos Humanos, que contribuíram e aceleraram a minha progressão profissional”.

Era diferente ser diretor na altura em que foi nomeado para essas funções com o ser diretor geral hoje?

– “Eu diria que no essencial não. A paixão, o interesse e a dedicação continuam a ser primordiais. Obviamente as coisas evoluíram, a tecnologia deu um salto gigantesco e alterou a forma de fazer as coisas. As necessidades e expectativas dos clientes também. Mas isso, para mim, não é o mais importante.

Que conselhos daria a alguém que quisesse seguir uma carreira na hotelaria

– “Não há nenhum segredo esotérico para atingir esse ou qualquer outro objetivo. Quando temos verdadeiramente o foco no objetivo programado, pensamos consciente ou inconscientemente nele e nos envolvemos emocionalmente com o mesmo, tomamos naturalmente as ações necessárias para o alcançarmos. É simples, basta querermos realmente”.

Noel Cavaco Dias é graduado em Gestão e Técnica Hoteleira pela EHTP e tem o curso complementar em Hotel Management pelo Centro Internacional de Glion.

Entre outras várias distinções formações, possui o curso de Graduação Hoteleira (ADHP), é Bacharel em Gestão Hoteleira pela ESHTE, e Licenciado em Gestão de Empresas Turísticas do INP. A isto, junte-se uma Pós-graduação em International Hotel Management, e em Gestão Empresarial (Universidade do Algarve). Tem diplomas do Professional Development Program, e do General Manager’s Program da Universidade de Cornell; fez o programa de Gestão Avançado do Porto Business School.

Na sua carreira profissional, e sempre em funções de Direção, saliente-se a passagem por grandes grupos nacionais com Dom Pedro, TD Hotels, Riviera, e em cadeias internacionais como Méridien, Occidental Hoteles, Tiara Hotels, Radisson SAS, Crowne Plaza e Melia, sempre em funções de Direcção. É director geral de hotel desde 1993.