Início principal Espanhóis estão a preferir a Madeira

Espanhóis estão a preferir a Madeira

Os últimos dados divulgados pela Associação de Promoção da Madeira (APM), referem que a região é a que teve mais visitas de turistas espanhóis. De janeiro a junho, de acordo com as estatísticas, registou-se um aumento de 54,5% face ao período homólogo de 2022, quer em número de hóspedes, com 22.838, quer em dormidas (+47,6%), atingindo 83.891.

O Funchal, os concelhos do sul (Santa Cruz) e a parte ocidental da ilha, Calheta, têm sido os preferidos do viajante espanhol, registando o maior número de dormidas nestes pontos.

A nível geral, o número total de hóspedes até junho no destino foi de 1.135.937 (+26,6% face ao período homólogo) e de 5.140.646, mais 22,4% do que em 2022, confirmando a recuperação turística do arquipélago.

Este crescimento de dois dígitos deve-se à conectividade aérea do destino, que está cada vez mais próximo de Espanha devido às ligações diretas (nomeadamente com a TAP, Binter e Air Europa), e à ampla oferta da Madeira, reconhecida pela sua natureza, com a maior concentração de Floresta Laurissilva da Macaronésia no Parque Nacional da Madeira, que ocupa 2/3 da ilha.

O turismo ativo e de aventura por terra e mar, com mais de 2.000 quilômetros de trilhas e levadas, bem como a sua gastronomia, são outros pontos fortes para as escolhas dos espanhóis. Sem esquecer o peso das atrações como Santana, Cabo San Vicente, as piscinas naturais do Porto Moniz ou Funchal como ponto de partida para qualquer passeio pela ilha.

Por sua vez, a ilha de Porto Santo também está a registar um crescimento turístico no último ano, em parte devido à sua boa ligação à Madeira por mar e ar, em menos de uma hora, à sua praia de 9 quilómetros e a outros locais de interesse tanto cultural, como a Casa Museu de Cristóvão Colombo, ou natural, como o Miradouro das Flores, o ponto mais próximo da ilha da Madeira.