Início destaque ALEP apresenta primeiras conclusões do Estudo Avaliação de Impacto do AL

ALEP apresenta primeiras conclusões do Estudo Avaliação de Impacto do AL

A ALEP – Associação do Alojamento Local em Portugal vai apresentar as primeiras conclusões do Estudo Avaliação de Impacto do Alojamento Local em Portugal, a ser feita pelo economista Pedro Brinca, investigador associado na Nova SBE e membro da equipa de coordenação do estudo, que visa disponibilizar dados reais e objetivos sobre o peso do Alojamento Local na Economia e no Turismo em Portugal, uma lacuna que tem sido apontada.

O encontro realiza-se, amanhã, dia 6 de junho, pelas 10h00, nas instalações da Nova SBE – Westmont Institute of Tourism & Hospitality, em Carcavelos.

Este estudo feito pela Nova School of Business and Economics, a pedido da ALEP, tem como objetivo fazer uma análise científica com o objetivo de quantificar o peso do alojamento local no Turismo e na Economia, colmatando uma lacuna das metodologias oficias de estatística do Turismo, que apenas abrangem uma pequena parte do alojamento local.

Como refere Eduardo Miranda, presidente da ALEP, “este estudo vai ser um marco não só para o debate do alojamento local, mas para o conhecimento dos números reais do Turismo e o entendimento de como este setor evoluiu para se tornar hoje motor da economia. Este conhecimento é fundamental para planear o futuro do Turismo com dados reais, e também muito oportuno no contexto atual de alteração legislativa ao mostrar que, qualquer debate sobre as alterações profundas de políticas de um setor, devem ter sempre em conta dados objetivos e analisar o impacto que as mesmas podem ter na sociedade, caso contrário correm o risco de causar muito mais danos do que vantagens.”

O estudo tem várias fases e promete surpreender mesmo quem já conhece bem o setor do Turismo, trazendo um novo conjunto de dados com um grande impacto nos principais números do Turismo e no entendimento do verdadeiro papel que o alojamento local tem representado na evolução desta atividade, que é hoje uma das bandeiras da economia nacional.