Início destaque SATA Internacional – Azores Airlines no caminho da recuperação

SATA Internacional – Azores Airlines no caminho da recuperação

A companhia aérea SATA Internacional-Azores Airlines continua a fazer o seu caminho de recuperação a todos os níveis e obteve, em 2022, o seu melhor ano de receitas de sempre, no montante de 211,1 milhões de euros.

Este valor, que ultrapassa pela primeira vez a referência de 200 milhões de euros e representa um crescimento de 34,2% em comparação com o ano pré-pandemia de 2019 e de 107,5% em relação a 2021. Este apuramento excluiu já o apoio recebido em 2021, referente à Covid-19.

Na base desta evolução está o número recorde de passageiros transportados pela companhia aérea em 2022, que ultrapassou pela primeira vez, a marca de 1 milhão de passageiros, atingindo 1 milhão e oitenta e três mil passageiros, (1,083M) o que representa um crescimento de 14,5% em relação a 2019 e de 67% em relação a 2021.

De assinalar, o crescimento da receita média por passageiro, mais 4% em comparação com 2019 e de mais 24% em comparação com 2021.

Do mesmo modo, a oferta continuou a crescer, tendo registado um aumento de 26% nas horas de voo, face a 2021, o que permitiu atrair novos mercados turísticos para a Região Autónoma dos Açores (RAA).

O crescimento de Receita, muito superior ao crescimento de Custos Totais, permitiu atingir um Resultado Operacional antes de Juros, Impostos, Depreciações e Amortizações e Custos de restruturação de 5,403 milhões de euros, um resultado positivo pela primeira vez, nos últimos 10 anos. Este valor representa, igualmente, uma melhoria de 27,7 milhões de euros comparado com o ano pré- pandemia de 2019 e 12,6 milhões de euros comparado com o ano de 2021.

Recorde-se, ainda, que a Azores Airlines continua a suportar o défice de exploração as rotas de Obrigações de Serviço Público (OSP) entre o Continente e as ilhas Pico, Faial e Santa Maria, bem como, entre Ponta Delgada e o Funchal.

Apesar do contexto adverso, a performance da companhia aérea Azores Airlines, continuou a cumprir com os objetivos definidos no Plano de Restruturação acordado com a Comissão Europeia. As perspetivas para 2023 são positivas no que toca ao crescimento da receita, tendo em conta que na primeira metade de 2023 o crescimento de Receita, refletido nas reservas de bilhetes (forward bookings), está 40% acima do que o registado no mesmo período de 2022.