A TAP e o Sindicato dos Pilotos da Aviação Civil (SPAC) chegaram a um acordo, que permitirá reduzir o impacto financeiro na companhia, no âmbito do processo intentado pela estrutura sindical sobre um subsídio complementar de refeições em serviço (subsídio de aterragem) e da ajuda de custo complementar (per diem).

O acordo vai ainda ser sujeito a ratificação em assembleia de pilotos.

Segundo um comunicado da transportadora aérea nacional, face ao acordo agora alcançado, vantajoso para ambas as partes, e que denota o sentido de responsabilidade dos nossos pilotos, será possível reduzir o impacto financeiro para a TAP.

O acordo prevê ainda a retoma, a partir de setembro, das negociações para um novo Acordo de Empresa, que se deseja concluído nos próximos meses.

Conseguimos assim um importante marco no caminho da paz social, comprometendo-se a TAP e o SPAC, a privilegiarem o diálogo como meio de resolução de eventuais divergências e conflitos coletivos, lê-se no mesmo comunicado.

A TAP e o SPAC estão confiantes de que poderá ser dado um passo determinante no sentido de normalizar as suas relações e de garantir uma cooperação ativa, tendo em vista a recuperação da empresa, no quadro do Plano de Reestruturação, aprovado pela Comissão Europeia, essencial para a sobrevivência da companhia.

Artigo anteriorPunta Cana nas referências de férias excelentes com a Sonhando
Próximo artigoÚltima oportunidade para férias em Porto Santo

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui