Os concursos públicos para o aproveitamento turístico das estações ferroviárias da Lousã e de Serpins, que serviam o ramal da Lousã, desativado há mais de 10 anos, já foram lançados pela Turismo Fundos, entidade responsável pelo programa Revive Natureza.

Ainda de acordo com a Turismo Fundos, a estação da Lousã terá um preço mínimo de cerca de dez mil euros anuais e a de Serpins de cerca de quatro mil euros e os direitos de exploração daquelas duas estações será por 25 anos.

Refira-se que as candidaturas estão abertas até 05 de janeiro de 2023

A secretária de Estado do Turismo, Rita Marques, também presente na cerimónia, destacou o trabalho feito quer pelo Turismo de Portugal quer pela IP-Infraestruturas de Portugal no Revive Natureza, na recuperação dos territórios e na requalificação do património.

Artigo anteriorGrupo Casais vai realizar 3ª edição do seu Meet & Greet
Próximo artigoeasyJet recebe uma certificação de Gestão Ambiental da IATA