O Aeroporto de Faro passou a denominar-se, desde ontem, Aeroporto Gago Coutinho, em homenagem ao almirante nascido em São Brás de Alportel, no Algarve, que realizou a primeira travessia aérea do Atlântico Sul, numa viagem entre Lisboa e o Rio de Janeiro, em 1922.

A cerimónia oficial de redenominação do aeroporto foi presidida pelo Primeiro-Ministro António Costa, estando presentes, entre outros, Pedro Nuno Santos, e o CEO e presidente da VINCI Airports, Nicolas Notebaert.

A travessia de hidroavião que se completou há 100 anos teve início no Rio Tejo, em Lisboa, a 30 de março de 1922 e completou-se, na Baía de Guanabara, Rio de Janeiro, em 17 de junho.

O almirante Gago Coutinho foi o navegador dessa aventura de 4.500 milhas náuticas (8.300 quilómetros). A pilotar o hidroavião estava o comandante Sacadura Cabral.

O agora Aeroporto Gago Coutinho, inaugurado em 1965, é o principal aeroporto turístico em Portugal e desempenha um papel determinante no desenvolvimento económico do país ao servir os principais polos de turismo do Sul de Portugal e Espanha.

Em 2019 registou o recorde no número de passageiros, com um total de 9.1 milhões, e neste verão operam 27 companhias regulares que viajam para 63 destinos, através da operação de 75 rotas.

Artigo anteriorSão Tomé: a escolha perfeita para férias com a Sonhando
Próximo artigoPotencial turístico da EN16 vai ser estruturado

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui