Em julho de 2022, o indicador preliminar das viagens e turismo aponta para a manutenção de crescimentos acentuados face ao mesmo período do ano passado, devido ao contexto de restrições à movimentação internacional de pessoas que vigorava em 2021, refere o Banco de Portugal (BdP) que acrescenta ainda que as despesas de turistas estrangeiros em Portugal e de turistas portugueses em outros países aumentaram 137% e 63%, respetivamente, em julho, em termos homólogos, superando os valores registados no mesmo mês de 2019.

No entanto, recorde-se, os dados agora apresentados pelo BdP são valores preliminares para a taxa de variação homóloga, tanto para as despesas de turistas estrangeiros em Portugal (também designadas por exportações ou créditos), como para as despesas de residentes em Portugal quando se deslocam a outros países (também designadas por importações ou débitos).

Aliás, Banco de Portugal explica que esta informação se baseia num conjunto mais restrito de informação, predominantemente de cartões bancários, e não substitui as séries históricas de exportações e importações de viagens e turismo publicadas no BPstat, que pode encontrar no domínio das estatísticas externas / balança de pagamentos.

Artigo anteriorAlojamento Turístico: dormidas em julho superam valores de 2019
Próximo artigoGrupo GEA realiza congresso em Coimbra